Todos os artigos de Ricardo

MOZCA/MOVILE: Paguei mas não recebi

Hoje em dia os micro-pagamentos, também conhecidos como pagamentos por SMS, são cada vez mais vulgares e por isso os problemas com esses pagamentos também estão incluídos na rotina quotidiana.

Na minha experiência existem 2 tipos de problemas frequentes que irei abordar neste artigo:

  • Quando o pagamento não é possível de ser realizado.
  • Quando o pagamento é realizado, mas não é entregue a compra.

Como distinguir os dois casos?

Poderia ser pela mensagem de retorno, mas muitas vezes as pessoas recebem uma mensagem a dizer que não foram cobrados e na realidade foram. Por isso é extremamente importante saber o saldo exacto antes de enviar a mensagem e comparar a mensagem.  Tão importante como saber o saldo antes e depois é não apagar as mensagens, enviadas e recebidas. Pois de nada ser dizer eu mandei a mensagem “SOL numeros” deve sempre saber quais os números e a mensagem exacta que recebeu.

 Quando o pagamento não é possível de ser realizado.

Como é lógico este caso é quando o saldo inicial é igual ao saldo final, e na generalidade recebe uma mensagem a dizer que o sua operadora ou o serviço não é suportado. Isto pode acontecer por dois motivos:

  • o seu numero não está inserido numa “lista positiva” que permite os micro-pagamentos. Foi publicada uma legislação que refere para se efectuar micro-pagamentos deve estar incluído numa lista positiva, independentemente se antes conseguia fazer pagamentos.
  • A segunda situação, e mais desagradável é que está a utilizar um tarifário “low-cost” tipo Vodafone-Directo, Rede4, phonix, … nestes casos são apenas oferecidos os serviços mínimos (chamadas e SMS “normais”), e provavelmente não irá conseguir desbloquear o serviço.

Em ambos os casos deverá contactar a sua operadora, e solicitar o desbloqueio.

Quando o pagamento é realizado, mas não é entregue a compra..

Então, o saldo final é inferior ao saldo inicial e não recebi nada. O primeiro passo é guardar e escrever num papel as mensagens, não vá o diabo tecer das suas. Uma vez isto feito vamos ao portal da MOZCA/MOVILE consultar o estado do pagamento, isto pode ser feito em:

https://payments.movile.com/inicio/

Deverá escolher a operadora e preencher o formulário e irá receber um codigo de acesso para aceder à tabela dos pagamentos efectuados.

 

(Método simplificado) …

  • procure o código da mensagem enviada, se não encontrar a mensagem irá ter de resolver pelo método complicado;
  • veja os detalhes da transacção e se está algum “PIN” associado, se não tiver irá ter de resolver pelo método complicado;
  • copie o PIN, vá ao portal (do jogo, ou da outra coisa que ia comprar) e inicie um novo processo de compra por sms.
  • no primeiro passo da compra, onde use a opção “se você já tem um PIN clique aqui”.
  • insira o PIN como estava e valide, aconselho a repetir os dois passos anteriores a este por cada voucher.
  • verifique se o código foi validado e no prazo de 30 minutos recebeu a compra, caso contrário…

…(Método semi-complicado) …

  • volte ao portal da MOZCA/MOVILE e volte a verificar o estado da transacção que falhou, se o PIN continuar lá sem ter sido alterado volte a tentar passado 1h utilizar o mesmo pelos passo descritos anteriormente.

… (Método complicado).

  • Caso o voucher estiver riscado, ou tiver uma indicação de redimido, ou simplesmente desaparecer, entre em contacto com o suporte da MOZCA/MOVILE, pode faze-lo em: https://payments.movile.com/inicio/ (o suporte é em português).
  • Se até aqui em uma semana (tempo recomendado) o caso não for resolvido, dirija-se à sua operadora com a mensagens e imprima o registo de transacções da MOZCA/MOVILE e exija o retorno do valor pago. Tenha em atenção que haverá resistência por parte da operadora em efectuar o credito, e infelizmente deverá bater com o pé.

Uma ultima consideração, compensa toda esta chatice por 2 euros e picos? Na realidade compensa, quando consideramos que por semana são centenas de casos destes e operadoras de micro-pagamentos cifram centenas de euros com estes erros em curtos espaços de tempo. Devido a ser uma transacção financeira os portais (jogos e outros) não tem acesso ao processo e ao real estado do caso.

Espero que o artigo traga alguma luz e solução a vários casos ainda por resolver.
Ricardo Vitoriano

 

chisum, um jogador do Tribos alemão


chisum
é um jogador do Tribos alemão.

1. Olá, chisum! Obrigado por nos dar esta entrevista. Para iniciar, pode contar-nos um pouco sobre a sua carreira no Tribos?
A minha carreira activa não é grande, comparadamente à de outros jogadores. Comecei algures no fim de 2004/início de 2005, quando um conhecido me perguntou se queria jogar com ele. Comecei a jogar tão depressa como ele me convidou, e estava com uma conta no mundo 3, onde permaneci por um ano e meio, até ter de desistir devido ao tempo limitado. Mas o “vício” era mais forte e, depois de alguns breves momentos no .de 6 e .de 10, na Primavera de 2007, juntei-me ao .de 12.
Deve ter sido por volta do fim de 2009/início de 2010 que muitos companheiros da tribo tiveram de desistir, devido à escola ou questões relacionadas com o trabalho e, lentamente, comecei a abandonar também – sem eles, deixava de ser o jogo que eu queria jogar.
Ocasionalmente, fui jogando, embora muito pouco, no .de 15 ou .de 16, e até cheguei a jogar no servidor espanhol, apenas para tentar coisas novas. Jogar em mais do que um mundo não era possível, para mim, por causa do tempo que é preciso, mesmo que o meu trabalho me permita jogar a qualquer altura do dia.
Então, quando abriu o BETA, no último ano, voltei a ficar viciado. Desde então, posso ser encontrado aí ou em qualquer conta no servidor alemão, se um antigo conhecido necessitar de um babysitter ou se eu precisar de uma conta maior num “ambiente em directo” para “testar” alguns erros ou recursos que encontramos no BETA.
Também estou envolvido num projecto fora do Tribos normal, ao qual me juntei há dois ou três anos – ainda que a nova versão não esteja a avançar tão rapidamente quanto eu gostaria, devido a falta de tempo.

2. Qual acha que é a estratégia mais útil no início do jogo?
A minha estratégia tem um nome simples: actividade. Na minha opinião, para ter sucesso, é preciso ser-se muito activo – pilhar, recrutar constantemente tropas ofensivas, manter os vizinhos fracos, construir a academia o mais rapidamente possível e conquistar uma segunda aldeia (com boa população e que valha a pena) a uma distância apropriada da aldeia original. Isto leva a um crescimento automático, dado que agora se tem mais tropas para saquear outras aldeias, entre outros. Os pontos vêm sozinhos, mesmo que as minas não sejam evoluídas.

3. E quais são as maiores armadilhas para os novatos?
Infelizmente, ainda há algumas para os iniciantes. A mais problemática, no meu ponto de vista, é o par inexperiência e inactividade. O Tribos é um jogo que qualquer um pode aprender a jogar com relativa facilidade.
Os novos jogadores juntam-se ao jogo, mas subestimam o factor actividade, que, como disse acima, é crucial.
Além disso, a maioria deles não se importa com a ajuda da Wiki, tutoriais, entre outros. Por isso, evoluem as suas aldeias à custa das tropas, ficam felizes se os pontos continuarem a crescer, constroem aldeias mistas e, assim, tornam-se fornecedores de recursos para os vizinhos, muito rapidamente.
Muitos cometem o erro de esperarem por um mundo novo, para começarem, pensando que, se forem dos primeiros a juntarem-se ao mundo, têm mais hipóteses de sucesso. Na minha opinião, tem mais lógica começar num continente mais afastado, tentando entender algumas coisas para conseguirem perceber o básico ou alcançarem a ideia-base do jogo. Nunca se devem desmotivar por serem constantemente atacados, porque há sempre formas de contra-atacar.

4. Acabamos de falar do início do jogo. Mas, mais tarde, que estratégia segue e por que razão?
Numa situação mais avançada, penso que o vigor e a paciência são as melhores estratégias. As frentes estão, normalmente, bloqueadas, fazendo com que, frequentemente, não valha a pena atacá-las directamente.
Por isso, é necessário desgastar o inimigo através de ataques constantes e de grandes dimensões. O ego do jogador ou a classificação deve ficar para segundo lugar, caso perceba que pode beneficiar a tribo.

5. Qual é a importância dos outros jogadores e/ou da tua tribo nesta estratégia?
No início, podes manter-te seguro a solo. Mas, mais tarde, torna-se impossível fazê-lo, sem uma tribo ou amigos co-players. De outro modo, podes baixar os braços e assistir a tua conta a ser levada pelo inimigo. Ou seja, sem uma tribo funcional, nem a melhor estratégia é suficiente.


6. O que pode dizer-nos sobre a sua unidade preferida?

Todas as unidades têm prós e contras. Escolher uma favorita é difícil – no final de contas, a combinação    das unidades é a chave para o sucesso. Não se agarrem a uma unidade favorita.


7.
Vamos tentar não o fazer! E qual é o significado do seu nome de utilizador, para si?
Sinceramente, não tenho uma ligação com o meu nome. Dado que não tenho qualquer criatividade nesse aspecto, escolhi, simplesmente, o título do filme que estava a dar na televisão, quando procurava um novo nome para o .de 12. Ainda o uso, para não ter de decorar muitos nomes e palavras-passe. Mas não posso dizer que gosto dele, na realidade.

8. É um utilizador de Conta Premium?
Obviamente. A Conta Premium facilita a gestão da conta e ajuda a reduzir o tempo necessário, para que, em vez disso, nos possamos focar nas partes essenciais do jogo. Até um certo tamanho, consegue-se gerir tudo sem Conta Premium, mas, mal os ataques em massa começam a chegar, torna-se stressante.

9. O que considera mais desafiador, no Tribos?
O maior desafio, para mim, foi encontrar formas e caminhos para destruir os inimigos com a ajuda dos companheiros de tribo.

10. O que mais aprecia no jogo?
Se se olhar para o motivo pelo qual desisti, inicialmente, deve tornar-se óbvio: a comunicação e companheirismo na tribo são muito importantes para mim.

11. E, por fim, mas não menos importante, pode recomendar um tipo de música em particular, para ouvir enquanto se joga Tribos?
Para mim, depende da altura do dia, e mesmo do estado de espírito. Eu, normalmente, prefiro ouvir a minha estação rock de rádio preferida, mas, também, algo relaxante, como música clássica. É um contraste forte e interessante, mas é bastante agradável.

Procuram-se repórteres!

Caros leitores e jogadores,

Estamos à procura de repórteres para o Tribos, The West, Grepolis e outros, desejamos em muito breve começar a publicar quinzenalmente artigos sobre as guerras nos diversos mundos do Tribos, The West e Grepolis!

Por cada artigo publicado será creditado na conta dos jogares:

Jogo/artigo Premium
Tribos / TribalWars 200 Pontos
The West 100 Pepitas
Grepolis 400 Ouro

De momento estas recompensas serão apenas artigos dos seguintes servidores:

  • http://www.tribos.com.pt/
  • http://www.the-west.com.pt/
  • http://pt.grepolis.com/

da mesma forma que serão apenas possíveis de entregar nos mesmo servidores. Contudo dependente de como correr a experiência poderá ser  expandido a outros servidores.

Regulamento:

Os interessados deverão enviar os seus textos e imagens por email para:

Jogo/artigo Premium
Tribos / TribalWars DS-BLOG[arroba]solutions.pt
The West TW-BLOG[arroba]solutions.pt
Grepolis GP-BLOG[arroba]solutions.pt

* [arroba] deve ser substituído por @

No assunto do email deverá vir sempre referido o nome do mundo a que se refere.

Ao enviarem os textos para estes e-mail estão a autorizar e ceder os direitos de autor para publicação dos mesmos textos. Ainda a equipa do Blog, reserva-se ao direito de fazer alterações aos textos.

A selecção dos textos é da inteira responsabilidade da equipa do Blog, iremos tentar publicar o maior numero de artigos possíveis que  estejam de acordo com o padrão de qualidade desejado.

O que consideramos um bom artigo:

  • deverá ser entre 1 a 2 paginas A4,
  • sem erros ortográficos,
  • deve ser isento e apresentar os vários pontos de vista,
  • se possível deverá incluir os brasões das tribos, gráficos de conquistas entre outros,
  • deverá sempre respeitar os jogadores,
  • entre outros aspectos.

Resta-me apenas desejar uma boa sorte a todos,
Ricardo Vitoriano, Gestor de Comunidades.
TRIBOS THE WEST –  GREPOLIS

Novos icons no fórum do Tribos

Caros utilizadores,

Venho por este meio informar que estamos a fazer algumas remodelações nas opções disponíveis aos utilizadores do fórum do Tribos. Esta é a primeira de varias novidades que iremos implementar nos nossos fóruns.

Brevemente ainda iremos incluir mais smilleys entre outras funcionalidades. Agora o nosso fórum terá um aspecto mais vivo, veja-se o teste que fizemos:

Esperemos que vos agradem estas alterações.

Ricardo, Administrador de Comunidade

Tribos a caminho da versão 6.2

Brevemente faremos uma nova actualização no Tribos, caminhamos assim para a versão 6.2

Com esta nova versão podemos contar com:

  • MAPA (PA): icons de ataque foram alteradas
  • Aldeias que estão a receber ataques serão marcada com uma espada.
  • As aldeias que está atacar serão marcadas com um machado
  • ALDEIAS: alguns caracteres serão agora ilegais (por exemplo <, > , “)
  • RELATÓRIO: mudado o tiluto para “conquistado” quando uma aldeia é conquistada.
  • RELATÓRIO: Recebe um relatório, se a sua reserva for removida por um líder.
  • MEDALHAS: saqueador, os textos foram alterados.
  • MEDALHAS: corrigido o ordenamento em modo de convidado.
  • FÓRUNS PARTILHADOS: é possível mover tópicos para fóruns partilhados.
  • BUGFIX: códigos bb de coordenadas nos fóruns abrem-se numa nova janela.
  • Entre outras.

Esperamos que estas novidades venham de encontro a uma experiência ainda mais aliciante no Tribos.

Ricardo, Administrador de Comunidade

Actividades de Janeiro da equipa de suporte

Com o início de 2010, a equipa de suporte tem vindo a trabalhar em melhorar os serviços de gestão da comunidade. À medida que desenvolvemos novos planos e implementamos novas soluções deparamos com a falta de mais pessoas e por isso abrimos mais uma ronda de candidaturas ao suporte.

O que já fizemos em Janeiro

  • Regularização de diversas contas em situação de comandos ilegais e recursos ilegais.
  • Investigações a tribos e jogadores em posse de palavras-chave de outros jogadores e contas inactivas.
  • Remoção de contas com modos de férias superiores aos 120 dias.

O que ainda está previsto acontecer no mês de Janeiro

  • Abertura da nova ronda de candidaturas
  • Reformulação das regras do fórum
  • Publicação de como se processa o calculo das punições *
  • Uniformização do sistema de avisos e infracções no fórum (incluído as mensagens aos utilizadores) *
  • Bloqueio automático de todas as contas em modos de férias superiores aos 120 dias.
  • Bloqueio automático a todas as contas que infrinjam a regra 5.
  • Inicio do desenvolvimento de uma ferramenta para bloqueio automático de infracções à regra 1.
  • Expansão da equipa de suporte
  • Dinamização da wiki do Tribos
  • Dinamização do Blog.
  • Revisão da estrutura do fórum.
  • Criação de um sistema de comunicação e negociação com os jogadores sobre a gestão do produto.

Esperamos que com estas novas iniciativas possamos melhorar o fair-play no jogo e o bem-estar da comunidade.

Ricardo, Administrador de Comunidades

 * Este ponto está dependente de uma ferramenta externa ainda em fase de programação e por este motivo poderá sofrer atrasos

We still want you!

Estamos a preparar a abertura para um novo processo de selecção de membros de equipa para o Tribos, West,  Grepolis e para o Blog. O processo irá ser similar ao anterior composto por perguntas e no final o candidato irá submeter texto(s) sobre o motivo que se candidata.

Pela nossa experiência com rondas anteriores gostaríamos de relembrar a todos os candidatos que a avaliação das questões é feita de forma automática e apenas com a aprovação desta será feita a avaliação manual dos textos submetidos.

Relativamente aos textos é importante referir que quem avalia os textos não tem conhecimento de quem são as pessoas nem do seu resultado no teste, por tal motivo é importante que tenham em consideração que os membros actuais da equipa irão avaliar apenas o que foi escrito neste(s) texto(s). Textos de apenas uma frase ou pouco sérios levaram à exclusão da candidatura mesmo que o teste esteja 100% correcto.

Após a fase de avaliação do(s) texto(s) é feita uma media ponderada entre o teste e o(s) texto(s) submetidos. Vista a média total dos resultados, é escolhido qual a fasquia mínima para uma futura entrevista, assim sendo é importante que todo o processo seja levado com a maior seriedade pois se realmente desejam participar na nossa equipa de suporte é essencial a aprovação com distinção neste processo.

Desejo a todos boa sorte nesta ronda e espero vir a trabalhar convosco na construção de uma comunidade melhor.

Ricardo, Administrador de Comunidades.

A ira de Zeus…

Poseidon começou a mexer com os mares e marés para empurrar os barcos colonizadores que zarparam de Hamburgo. Afrodite correu para o destino dos barcos e encheu de amor o coração de quem os vai receber. Hera esmagou todos os que se oponham e levantavam entraves no percurso deles. Ora Zeus, sempre de olho aberto e com um trovão na mão preparado para aniquilar todos que pensem opor-se aos seus desígnios…

O Grepolis chegou à sua fase final, a sua internacionalização. Estamos na última fase para mostrar ao mundo o verdadeiro poder dos deuses gregos, a horas do lançamento da versão internacional deste grande jogo todos trabalhamos para que este lançamento seja o mais perfeito possível. Ao mesmo tempo que aquele nervosismo miudinho nos assombra e sabemos que está a poucos dias a vez do lançamento da nossa versão.

Isto tudo para dizer, é com grande prazer que vos anuncio que o Grepolis está a chegar às comunidades lusófonas. Neste momento a tradução está quase concluída e entra na fase de revisão. Os servidores estão a ser preparados e testados e em breve começa o teste interno da equipa de suporte deste novo jogo. À medida que os testes são feitos, as regras começam a ser elaboradas e os fóruns configurados, entre outras novas surpresas que estamos a preparar.

Da mesma forma iniciamos agora o processo de recrutamento para o Grepolis, brevemente será aberto na nossa plataforma de candidaturas (http://candidaturas.solutions.pt) as inscrições para o Grepolis.

Este não é o primeiro, nem segundo, nem terceiro jogo que lanço ao público, mas mesmo assim não consigo deixar a inquietação e as insónias de lado. O Grepolis é sem sombra de dúvida a jóia da coroa da Grécia antiga nos tempos actuais.

Falta apenas divulgar a data de lançamento, bem segundo os nossos planos actuais será numa data especial de Fevereiro.

Iremos continuar a informar a comunidade sobre o desenvolvimento do lançamento deste grande jogo.

Ricardo, Administrador de Comunidades.

Actividades de Natal

Tiro uns momentos do jantar do Natal para fazer um resumo daquilo que estivemos a preparar desde um de Dezembro até agora véspera de natal e continuará até ao primeiro de Janeiro. Como foi referido em artigos anteriores e no fórum do Tribos temos vários planos e medidas a implementar até ao próximo ano, sendo que algumas já foram implementadas. Assim passo a informar algumas

Em curso:

  • Paz de Natal, durante a época festiva e nos dias anunciados não é possível atacar.
  • Remoção de contas terminais, as contas em modo de ferias de duração superior a 120 dias foram bloqueadas em modo atacável em todos os mundos. E de hoje em diante será verificada esta condição diariamente e implementado um bloqueio  atacável a todas as contas nestas situações. Note-se que é apenas bloqueada a conta substituída o substituto não é bloqueado.
  • Verificação de comandos ilegais e envio de recursos ilegais entre contas na mesma ligação. Todas as contas encontradas nesta situação ou os jogadores que queiram regular a sua situação deverão fazer durante os dias 24 e 25 de Dezembro, e poderá usufruir de uma amnistia de natal.

Depois do dia 25 de Dezembro:

  • Será iniciada uma sondagem consultiva (a equipa não se irá vincular) à comunidade sobre o futuro procedimento sobre bloqueios e penalizações de contas.
  • Será iniciada a discussão entre a equipa sobre as novas regras do fórum externo.
  • Não será mais possível legalizar contas ao abrigo da amnistia de natal.
  • Ainda no dia 25 será dado a todas as contas em mundos regulares 2 dias premium.

De 1 de Janeiro em diante:

  • Publicação do guia oficial de punições para infracções do jogo,
  • operações de limpeza a multi-contas e modos de ferias terminais todos os dias.
  • Verificação de comandos ilegais e recursos ilegais todos os dias repartido entre grupos de jogadores e mundos.
  • aplicação de punições mais severas às infracções das regras no jogo.
  • entre outras.

Ficam mais uma vez os meus votos de um Bom Natal!
Ricardo, Administrador de Comunidades