Todos os artigos de Allura

top25 ODA!

Boa Tarde Comunidade

Quase 10 anos depois de ter aberto o primeiro mundo no servidor Português, já contamos com 59 mundos.

Faltando umas semanas para fazer 10 anos, a tua equipa de tribos decidiu fazer várias estatísticas sobre os melhores atacantes e defensores de todos os mundos do servidor Português.

Desta forma podemos imortalizar os melhores jogadores no que se trata andar à “pancada”.

Na tabela abaixo podemos ver o top25 de ODA de sempre.

Rank Nickname Mundo ODA
1 ImortalPaiva 4 1.225.764.862
2 Belshio 9 1.221.230.665
3 manson666 4 1.163.493.894
4 deathlok 9 1.074.523.583
5 BLACKLYBRA 9 986.700.438
6 bombardier650 4 984.807.913
7 cel1967 4 960.656.668
8 lobito–23 17 932.074.179
9 JT25 10 900.083.268
10 pé de mesa 10 867.997.447
11 alequesse 12 865,904,336
12 red ice 33 791.440.204
13 gota de amor 33 758.480.723
14 Flashing 4 719.421.152
15 L.LOURO 3 717.944.448
16 eagle32 10 683.769.085
17 SilviaVieitas 4 634.891.688
18 Octávio Dionísio 5 630.837.770
19 EspartaG 17 617.309.869
20 all in 13 616.277.791
21 D Fernao Gualdim 3 615.605.047
22 The Butcher Man 39 615.043.440
23 liquor 9 608.591.659
24 paulopais 6 587.100.146
25 Sir Matense 11 581.621.464

Como podemos observar os mundos 4, 9 e 10 são os mais bem representados, com 6, 4 e 3 jogadores respetivamente no top25.

O mundo 4 tem só nos 10 primeiros jogadores 4.3 mil milhões de ODA, o que é impressionante.

Em suma podemos deduzir que os mundos 4, 9 e 10 foram os mundos em que houve mais “porrada” em termos de ODA, visto que os representantes no top25 ao todo dão para o mundo:

Mundo 4 – 5,689,036,177

Mundo 9 – 3,891,046,345

Mundo 10 – 2,451,849,800

O top25 de atacantes no seu total de ODA dá-nos – 20,361,571,739

 

Autor

bullmaster

Activar Chat do jogo

Boa tarde comunidade

Esta dica serve para ativar o chat no jogo.

Muitas vezes esta funcionalidade não parece no jogo e para isso, é preciso passar por um processo simples e rápido para o ativar.

Vá a Configurações e escolha opções de jogo:

Depois na secção Configurações Gerais basta andar com a página para baixo um pouco e irá encontrar isto:

Ativam e depois guardem as alterações.

Depois disso irão reparar que no canto inferior direito irá aparecer da seguinte forma o chat:

 

Bullmaster

Atalhos do teclado

Em 2014 chega-nos uma atualização que veio mudar a forma como navegamos pelo jogo: os Atalhos de teclado!

Para quem não sabe quais são, basta clicar Shift + H para poder ver todos os atalhos disponíveis.

Se não tiveres Conta premium, irá aparecer a seguinte janela:

Não é necessário andar com o Rato pelo ecrã á procura disto e daquilo, existem várias coisas que podes fazer á distancia de umas quantas teclas:

– Ver o mapa – M

– Voltar á aldeia – V

– Andar para cima e para baixo nos relatórios –  W/S

– Viajar pelo mapa usando as setas.

E depois vem a versão para quem usa CP:

Aqui podes mudar de aldeias usando apenas A e D e ganhas mais 10 atalhos personalizáveis na tua barra de acesso rápido! Para os usar basta ires às configurações da tua barra em Configurações -> Barra de acesso rápido e adicionar nova entrada.

Depois de colocares lá o que queres, clicas em » Atribuir e selecionas o numero que queres.

Gravas e no fim volta a clicar em Shift + H e terás todos os atalhos que definiste.

Kaioh

À conversa com… Badworld

Boa Noite badworld!

Antes de mais e em nome da Equipa quero agradecer-te por teres aceite o nosso convite para a realização desta entrevista.

1) Em primeiro lugar gostaria que falasses um pouco de quem é o badworld. Quem é a pessoa que assume essa identidade. Fala-nos um pouco de ti e de quem és fora do jogo.

R: Boa Noite, antes de mais, o meu nome é Ruben e sou um rapaz de 21 anos com algumas desavenças com o estado actual da sociedade, talvez utópico, curioso por esse motivo em relação
a tudo o que tenha a ver com a relações interpessoais e o estado actual da sociedade.

2) Qual foi o teu primeiro mundo?

R: O meu primeiro mundo foi algures pelo br10, na altura por incentivo do meu tio que jogava tribalwars naquela altura, mas era mais um construtor de casinhas que outra coisa,
se formos a falar de contacto sério com o jogo na sua essência estaremos a falar do pt2 provalvelmente.

3) Tiveste mais algum nick para além deste?

R: Joguei com vários, FLAMIG, istosoueu., Prados, etc… estes serão talvez os mais relevantes.

4) Além do Mundo 49, venceste mais algum? Se sim, quais?

R: Oficialmente venci também o mundo 37, a jogar em co-playing com o dono original da conta Prados, o Rafael Simões, o único rapaz com quem me entendo a 100% em relação ao jogo. Um grande amigo e parceiro.
Deveriam lhe realizar uma entrevista também.

5) Em que mundos jogaste? Qual foi, para ti, o melhor?

R: Os mais relevantes foram o 2,17,21,22,29,37. Diria que todos tiveram o seu sabor especial, o pt2 por ter sido o primeiro mundo onde comecei a perceber realmente no que consetia o jogo,
o pt17 pois foi onde aprendi a defender melhor a minha conta, pt21 pela organização e gestão de contas grandes, pt22 pela cultura de jogo em geral que lá adquiri por ajuda de dois grandes jogadores,
pt29 pelas amizades e técnicas que apliquei e aprendi nesse mesmo mundo.

Mas talvez o último, o pt37 tenha sido o melhor, pois foi onde encontrei o grupo de jogadores com o qual mais identifico, seja dentro do jogo ou fora dele, e quando me refiro a grupo de jogadores,
refiro-me também aos inimigos que fomos defrontando, pois conheci alguns fora de jogo e sempre foram pessoas de um fair-play incrivel, não tanto pela vitória, mas pelo convivio que esse mundo me trouxe
fora do jogo, o melhor de todos.

6) Existiu algum jogador que te marcou em especial? Se sim, porque motivo?

R: Houve 2 de facto, como já referi, o Lionstar e o NCFever, foi com eles que realmente aprendi a ser jogador, a entender o jogo na totalidade, quer a nível mais teorico como prático,
toda a cultura na hora de atacar, na hora de defender, como gerir diplomacias, o estado de espirito dos membros, como gerir egos, tudo isso foi importante para que hoje seja o jogador que sou.

7) Qual consideras ser o segredo para uma Tribo vencer um mundo? Uma Liderança forte ou um plantel forte?

R: Um misto dos dois.

-» Uma liderança forte em organização e trabalho é o essencial, mas que sobretudo de o exemplo aos restantes membros, o líder não têm que ser o melhor jogador do grupo,
mas tem que ser o primeiro a chegar-se a frente, para mandar apenas, qualquer um manda, é preciso mostrar, e com esse tipo de atitudes os membros vão atrás, pois acaba por ser também uma motivação para quem o segue.
O tópico motivação também é importante numa liderança forte, saber como agir para motivar todos os jogadores é essencial, e para isso é necessário fazer uma análise mais complexa do carácter de cada um nos diversos momentos
do jogo, para quando esse jogador apresenta uma maior desmotivação saber como motiva-lo, pois nem todos se motivam com um ‘Bora lá, tu consegues!’, as vezes é preciso dizer-lhe que não percebe nada disto para ele querer nos provar o contrario,
isto tudo depende de quem gerimos.

-» Um plantel forte sim, é importante, mas se for um plantel trabalhador, planteis fortes em individualidades, com egos do tamanho do mundo nunca vão longe, pois nunca será jogado um jogo colectivo, os interesses pessoais surgiram sempre na frente.
Forte em trabalho e que perseve o colectivo e essa tribo estará um passo a frente para ganhar o mundo.

8) Consideras que o jogo em equipa influenciou as tuas capacidades de liderança pessoal?

R: Eu diria que sim, pois lidar com pessoas com estilos de vida diferentes, ideais de vida diferentes, sobretudo atrás de um computador torna-se complicado, tendo eu sempre ocupado cargos de gestão e organização dentro das tribos por onde passei, sim,
diria que ajudou bastante.

9) Que pontos positivos retiras de um jogo deste género? Crês que o facto de ser um jogo que preza o coletivo e no qual se lida com diversas pessoas e caráteres, ajudou-te a evoluir também na vida real?

R: Tudo na vida, até a coisa mais insignificante é uma apredizagem, cabe-te a ti analisar e ver o que consegues tirar dali, e sendo isto um jogo de relação com outros, organização colectiva em tempo real, lidar com pessoas diferentes, gestão de objectivos e
prioridades acabas sempre por aprender e ajuda-te sem dúvida a evoluir a nível pessoal, mas também não só na vertente ao que ao jogo diz respeito, porque através do mesmo conheces pessoas com histórias de vida que também te ajudam a crescer e a perceber o mundo.

Agradecer também pela oportunidade de falar um pouco sobre mim e desejar a continuação de um excelente trabalho a toda a equipa. Obrigado.

Obrigado pela disponibilidade badworld.
Com os melhores cumprimentos,

A Equipa

Contar o Apoio a Chegar!

Boa noite comunidade tribal,

A dica que temos para vós esta semana é de contar o apoio a chegar.

Sabem quando estamos a receber um coordenado do inimigo, pedimos uns quantos apoios à tribo, eles mandam, mas, não sabemos se é suficiente e queremos saber quanto é que a aldeia está a receber de apoio no total.

Às vezes até fazemos umas contas de cabeça para ver mais ou menos quanto a aldeia está a receber para vermos se está ou não está “bunk”.

Ora esta dica bem simples de se fazer irá mostrar-vos uma maneira mais fácil de vermos quanto a aldeia está a receber sem puxarmos pelo nosso cérebro.

Bem primeiramente escolhemos a aldeia que está a ser apoiada:

>> Depois vamos à Praça de Reuniões

>> Uma vez na Praça de Reuniões, vamos onde diz “Pedido”

Uma vez na aba Pedido, iremos saber a quantidade total de apoio que estamos a receber a ainda podemos pedir apoio as nossas próprias aldeias, ou seja, seleccionamos aldeias para mandarem apoio e depois clicamos em Pedir e as aldeias seleccionadas já estão a enviar apoio para a aldeia a ser atacada.

Depois é só fazer o mesmo para as outras aldeias na fronteira com o inimigo a serem atacadas.

 

ekimilson

ENTREVISTA A gravedigger man, LÍDER DA TRIBO VENCEDORA DO MUNDO 45

Boa tarde GraveDigger Man!
Antes de começarmos a entrevista gostaria em nome da Equipa de Tribos, felicitar-te pela vitória do mundo 45

1- Antes de falarmos sobre o jogo podes falar nos um pouco de quem és fora do jogo?
R:
De forma sucinta, sou homem de 20 anos, com um gosto peculiar por matemática e computação, gosto de encontrar várias soluções para o mesmo problema, apenas por delírio meu de encontrar a melhor solução.
Gosto de levar uma vida serena, e não sou muito dado ás relações interpessoais, não que não goste, mas para mim é algo estranhamente complexo.
Tenho como hobbies, Jogar,Cinema(Muito frequente) e refletir sobre várias teorias insólitas que leio,recentemente fiz uma auto-análise do “efeito borboleta”.
2- Qual foi o primeiro mundo em que jogaste?
R:
Mundo 5
nick:trol100
3- Tiveste mais algum nick para além desse?
R:
trol100
4- Quais sao as caracteristicas que mais gostas num mundo?
R:
Velocidade2, com arqueiros.
5- O que mais consideras importante numa tribo?
R:
Não há peça mais importante,tudo o que constitui a tribo esta adstrito a si própria.
Por exemplo, a inatividade de um membro, independentemente do seu tamanho, pode submeter um jogador a deixar de enviar apoio a outro, e assim sucessivamente.Uma única falha pode comprometer a tribo inteira. Todas as peças se interligam para formar algo conexo,metaforicamente falando, um puzzle completo.
Não posso deixar de frisar, que confiança e bom ambiente no seio da tribo é fulcral.
6- Como te consideras como um líder?
R:
Fui constrito a ser líder, na sequência da inatividade e posterior desistência dum grande tutor meu, Jah Gaia.
Ainda assim, foi de coração que aceitei pilotar a VT@.
Dentro de algumas decisões impulsivas,incompreendidas,imaturas, etc, algumas são corretas e aceites pela maioria.Reconheço que tenho um grande caminho a percorrer para ser o tipo de líder que idealizo.
7- O que mais gostas no tribos?
R:
Jogo tribos pelo facto de gostar de jogos de estratégia,somado a isto é um jogo da era medieval.
Para além disso é um jogo que exige de forma imprescindível, união,companheirismo, espírito de sacrifício e lidar com outrém.
Não basta ser um craque do tw, sem equipa nada feito.É preciso que haja uma harmonia e sincronia para o sistema funcionar em pleno.
8- Qual é o teu estilo de jogo?
R:
É definido à custa do adversário.O rácio de ataque/defesa é conforme a exposição da tribo.Quanto mais exposta, maior quantidade de defesa.Valido é também o contra-recíproco da afirmação anterior.Jogadores ativos, gosto de os desgastar, ser atacado diariamente embora que com menos força é mais difícil do que uma vez semanalmente.Em relação a defender, a chave é estar rodeado por jogadores ativos, para que quando for preciso defender se canalize tropa de forma rápida para a zona atacada.
9- Fala-nos um pouco da VT@ no 45, qual foi a vossa estratégia inicial?
R:
A estratégia não foi muito ortodoxa. Estavamos no centro do mapa contra todas as tribos. A atividade e amizade de todos foi crucial para o nosso sucesso, os vastos pontos inimigos foram a pouco e pouco desvanecendo.
10- No inicio da guerra contra a >>H<< , estavam a perder por mais de 600 aldeias conquistadas de diferença, como é que lidaste com isto tudo e qual foi a chave para ultrapassar essa barreira?
R:
Relembro-me de uma altura que estavamos contra Hypnotic, TJ e F.O.W. Foram meses muito duros…tentamos segurar ao máximo possível os portôes da tribo, mas nem todos os membros tinham o mesma astúcia que o núcleo duro da tribo e perdiam aldeias sem garra, com ênfase no k46.
Face a este ambiente sombrio houve muitas desistências, ainda que naturalmente decepcionados, os verdadeiros guerreiros da VT@ fortificaram a sua união.
11- Nem todas as fusões correm bem, mas qual foi o fator que fez com que a fusão com a FOW fosse um sucesso?
R:
Face ás desistências e ao monstro que era a <H> na altura , com o dobro das aldeias de F.O.W e VT@, não havia outra forma de encarar o mundo com bons olhos sem que uníssemos forças menores para combater com equilíbrio uma maior.
12- Qual foi o coordenado que teve mais impacto no mundo?
R:
Coordenado ao soberano W@tchman que durou mais de 1 mês com várias bombocas rumo ás aldeias dele.Este coordenado devido à zona central(k55) e à grande quantidade de ataque do jogador, constituiu um ponto de viragem no mundo.
13- Depois de virar a dominância do mundo a vosso favor, como conseguiste manter a mente de todos os jogadores focada sem tomarem o mundo por garantido?
R: Até cerca de 70% de dominância a atividade da tribo foi forte, atingindo este marco muitos quase que deixaram de aparecer devido à falta de competitividade. Não houve qualquer problema, pois o desinteresse de uns contrabalançou com o interesse de outros para conquistarem aldeias de forma descomplicada.
14- Qual foi a sensação ao ver que atingiram os 80% de dominância e tinham ganho o mundo?
R:
Nessa altura predominou a alegria e festejo, nunca julgamos possível após tantas vezes de estarmos entre a espada e a parede fôssemos ser a equipa vencedora.
15- De certa forma desde o mundo 45 que parece ter surgido uma relação entre UNION e VT@ em que sempre que existe a UNION existe uma VT@, que tens a dizer em relação a isso?
R:
A Union foi uma boa rival e é uma boa tribo, para além disso a guerra Union x VT@ foi vivida por ambas as partes com os nervos à flor da pele, nunca chegando a haver diálogos construtivos entre as duas. Felizmente, no que toca a boas guerras, havendo estes dois nomes num mundo teremos que ser adversários, é algo naturalmente impelido.
16- Terminaste o mundo com 1.419. Como é gerir tanta aldeia?
R:
Com uma boa organização de grupos dinâmicos e manuais, tarefas como construir edifícios ou recrutar unidades, são feitas de forma simplificada com o gestor de conta.A parte mais difícil e dispensiosa em termos de tempo esta em movimentar inúmeros fulls de ataque e defesa.
17- Da C.O.E qual foi o jogador que mais te surpreendeu ou que mais gostaste? Porquê?
R: Jah Gaia por me ter ensinado a jogar o jogo na sua plenitude. Não posso deixar de mencionar nomes de jogadores que jamais esquecerei, cada um por motivos diferentes. Js7395,pk???(S.K.),Sr.maluco,Cenaita,- Happy Panda,Castle,The nevk,RONDAR,antmachados,deathlok e PESTER.
18- Tens algum conselho a dar aos líderes de tribos que passam por situações como a que vocês passaram antes da vitória no mundo 45?
R: Trabalhar árduamente aparentemente para algo inatingível, pode ter frutos.
19- Tem algum inimigo em especial que te surpreendeu?
R: Dj Fénix, tem uma resistência incrédula. Não falando apenas de ser duro no tribos, mentalmente é forte.
20- Já agora porquê o nick GraveDigger Man?
R:
Resultou de uma mudança de um nick prévio, simplesmente achei engraçado e que se adequa ao jogo.
21- Por fim, mudarias alguma coisa no tribos?
-Dar continuidade à proibição de compra de nobres e número de ataques limitado, implementado no PT56
-Fim do mercado livre, no que toca à troca de recursos por pontos premium e vice-versa.
-Fim dos pontos premium ou da sua transferência,no âmbito de diminuir o número de casos ilícitos ou duvidosos.
-Discutir a possibilidade de ser possível a remoção de aldeias do mapa pela administração ou alterar a sua localização de forma aleatória para que se mantenha o mapa com uma densidade de aldeias por campo razoável.
-Cativar os novos jogadores, neste âmbito podem ser dados prémios a outros mais experientes que os ensinem, após concluído determinado patamar, como bandeiras, metas ou recompensas premium.
Obrigado pela disponibilidade GraveDigger Man!

Gráficos Clássicos!

Caros companheiros tribais,

A dica, desta semana, que temos para vocês, é sobre uma opção que temos para alterar o aspecto do mapa.

O Tribos disponibiliza uma opção que tem como objetivo a troca do visual do mapa para um design mais clássico.

Queres saber como o podes fazer? Então vamos lá!

Configurações >> Opções do jogo >>

image

 

Puxa agora a página mais para baixo até “Configurações do mapa” e encontrarás o seguinte:

image (1)

Feito isto, é só selecionar a caixa “Aldeia e gráficos de mapa clássicos” e o resultado será o seguinte:

image (2)

Deste modo, temos um mapa completamente diferente e com visualização clássica.

 

 

 

Renomear Ataques a Chegar!

Bom dia a toda a comunidade tribal,

Hoje temos uma dica, bastante boa, que tem como objetivo renomear ataques a chegar.

É muito simples de efetuar e consiste no seguinte:

1) Entrar na lista de ataques a chegar encontrada no canto superior direito:

1

2) Os ataques a chegar irão mostrar-se da seguinte forma:

2

3) Para verificar qual o tipo da unidade mais lenta que vem nos ataques, selecionam-se todos os ataques em “Selecionar Tudo” e, de seguida, novo clique em “Etiqueta”.

O resultado final será o seguinte:

3

No caso de receberem mais ataques depois de alguns já terem sido renomeados, o facto de “selecionar tudo” novamente não vai interferir nos que já foram previamente renomeados.

Desta forma, o jogador que se defende consegue organizar-se mais eficazmente nas suas manobras de proteção tendo uma noção clara do tipo de unidade que vem a caminho das suas aldeias.

diogorocha18 e MárioC

Ignorar ataques a chegar!

Boa tarde Comunidade tribal,

A dica que temos para vocês desta semana é sobre ignorar ataques.

Sabias que tem uma opção em que quando ativada, tens a opção de puder ignorar ataques a chegar? Pois é isso mesmo, basta só ires a:

Configurações >> Opções do jogo >>1

E seleccionar a caixinha de Ignorar Tropas a Chegar:2

Feito isto, quando fores aos ataques a chegar, terás novos separadores,3

Logo se tiveres ajuda da torre de vigia, ou caso queiras apenas concentrar-te nos ataques que recebes no próprio dia, não no dia seguinte, basta criar os filtros ou seleccionar os comandos e clicar em Ignorar, que eles desaparecerão da lista de ataques, 4

Depois sempre que quiseres consultar os ataques ignorados, basta seleccionares o separador de ataques ignorados,5

Desta forma focas-te apenas nos ataques laranjas, vermelhos e nos nobres!!

Ekimilson