Arquivo da categoria: Sem categoria

Cerco para “totós”


O que é um mundo cerco?


 

Cerco é o nome dado ao ataque a uma cidade com intenção de conquista, ou seja, quando o navio colonizador aterra na cidade adversaria e inicia o processo de conquista com um tempo limitado (dependendo das configs do mundo), e no fim desse tempo a cidade é adquirida por quem envia o Navio Colonizador.

Como quebro/parto um cerco?


 

Um cerco pode ser interrompido de duas maneiras, caso o jogador ataque e destrua as unidades Navais na totalidade (Birremes, Navios Incendiários, Navio Colonizador etc..) e unidades terrestres que apoiem a cidade como espadachins, arqueiros, pegasus etc..

Na normalidade uma cidade em cerco, o jogador que sofre o cerco não tem acesso total há cidade, somente aos comandos da mesma. Caso o jogador possua tropas atacantes de outras cidades que tenha, ou possíveis amigos de aliança (caso pertença a alguma, algo que é importante), podem e devem atacar a cidade e nunca apoiar.

Como ajudar alguém a fazer um cerco?


 

Deveras de sincronizar os ataques com o teu amigo(s), coordenar muito bem os tempos de envio e de chegada há cidade do adversário. Ter uma boa frota de defesa, pois como alguns dizem “No cerco o melhor ataque é a defesa” e vice-versa. Usar as unidades de apoio para apoiar a cidade cercada com unidades terrestres defensivas mistas e essencialmente abastecer navalmente com: Birremes, Navios Incendiários, Hidras, etc..

Posso reduzir o meu tempo de cerco ou ter algum fator surpresa?


 

Sim é possível, utilizando Heróis uma chamada Helena que permite a redução de 5,5% do tempo de Cerco caso evoluas de nível maior será a redução de tempo. Um dos principais fatores de cerco é o fator surpresa que devemos usar que é a forma como enviamos o Navio Colonizador existe outro Herói desta vez a Atalanta que nos permite reduzir o tempo de deslocação das tropas e com isto poderá reduzir o tempo de envio do Navio Colonizador, podendo ir totalmente escondido sem ser perceptível para o adversário.

Artigo de Bicho Bmx

A empresa, o Jogo

csm_innogames-employees-images_b7dfc3aede

 

Hoje iremos saber mais da empresa que criou Grepolis.

Grepolis é um dos produtos base da Innogames.

A InnoGames GmbH é um dos principais desenvolvedores e fornecedores mundiais de jogos online – baseados em browser e dispositivos móveis com cerca de 150 Milhões de jogadores registrados.

150 MILHÕES JOGADORES

400 PROFISSIONAIS

30 PAÍSES

6 JOGOS

A empresa é sediada em Hamburgo, emprega mais de 400 profissionais provenientes de 30 países.

Em 2003, os fundadores Hendrik e Eike Klindworth lançaram um jogo online chamado Tribal Wars sendo o mesmo criado nas horas vagas destes dois programadores.

No final de 2005, o jogo alcançou mais de 50.000 jogadores activos. Devido a este sucesso, ambos decidiram se dedicar em exclusivo no desenvolvimento e lançamento de jogos de browser. InnoGames foi fundada no inicio de 2007 para tomar conta da produção e futuro desenvolvimento do jogo Tribal Wars. Desde essa data a empresa já desenvolveu novos jogos e publicou os mesmos em vários mercados pelo mundo.

Em Maio de 2010 o investidor Fidelity Growth Partners Europe (FGPE) juntou-se a InnoGames como um sócio minoritário. Também em 2010 o executivo Gerhard Florin da Electronic Arts se juntou à InnoGames como CEO.

Os jogos que pertencem a empresa são:

  • Tribal Wars – Jogo estratégico que tem lugar na Idade Média
  • The West – Jogo de representação que tem lugar no Velho Oeste (EUA)
  • Grepolis– Jogo de estratégia que tem lugar na Grécia Antiga
  • Forge of Empires– Jogo de Estratégia de desenvolvimento de uma cidade desde a Idade da Pedra até ao Futuro.
  •  Tribal Wars 2– Remake do Tribal Wars
  •  Elvenar – Jogo de Construção de cidades do reino da fantasia.

Agora que sabem mais da empresa na semana que vem falarei do nosso, vosso Jogo – Grepolis.

Boas Conquistas!

Artigo de Corujax

Agencia Pinkerton

list-pinkerton-private-eye

A Agência Nacional de Detetives Pinkerton foi uma agência de investigação e segurança particular fundada nos Estados Unidos da América em 1850 por Allan Pinkerton, detetive que ficou famoso ao desmontar uma conspiração para o assassinato do presidente Abraham Lincoln.

Allan-Pinkerton-thumb

A maior parte dos contratos da Pinkerton giravam em torno de evitar que grevistas ocupassem as fábricas em que trabalhavam. O incidente mais famoso da agência nessa área de atuação foi o da greve de Homestead de 1892, quando centenas de agentes da Pinkerton forçaram violentamente o fim de uma greve, matando nove pessoas. Também participou em muitas acções famosas nas greves das indústrias metalúrgicas e de carvão nas regiões leste e central dos EUA, e nas greves das ferrovias no sul e no meio-oeste.

homesteadstrike

O logotipo da agência era um olho circundado pela frase We never sleep  e inspirou o termo private eye, sinónimo de detetive particular.

Na década de 1870, a agência foi contratada para investigar sindicalistas que trabalhavam em minas da companhia Philadelphia and Reading. Enviaram o agente James McParland para se infiltrar numa sociedade secreta dos trabalhadores, a Molly Maguires. Usando o pseudônimo James McKenna, o agente conseguiu adentrar e desmantelar a sociedade. A notícia do facto inspirou o conto O Vale do Medo, escrito pelo romancista Sir Arthur Conan Doyle.

Agentes da Pinkerton também foram contratados para perseguir foras-da-lei famosos do Oeste americano, tais como Jesse James, Reno Brothers e o Wild Bunch.

Atualmente o nome Pinkerton é uma marca registrada da Companhia Securitas AB, que possui uma subsidiária chamada Pinkerton Consulting & Investigations Inc.

O Detetive Allan Pinkerton praticamente implementou a Atividade de Inteligência de Estado no setor privado no início do capitalismo industrial.

WE NEVER SLEEP,

John Hardey

Entrada tardia no jogo

Se entrar no jogo na fase final de um mundo a adaptação da sua estratégia é muito importante. A produção rápida de recursos desempenha um papel fundamental para que o desenvolvimento da cidade seja mais rápido. Também é de extrema importância que se proteja dos ataques dos inimigos. Para evitar a perda de recursos, a expansão do armazém e da muralha é essencial! As unidades defensivas também! Depois de alguns dias a desenvolver a sua cidade e a aumentar o número de tropas deve agora tentar ganhar mais recursos! Hora do ataque! Começar com cidades fantasmas e cidades de jogadores mais fracos e ir aumentando o “nível de dificuldade”, ou seja, escolher cidades com mais pontos de jogadores mais experientes. Não esteja a querer acelerar o processo de expansão para outras ilhas. Obviamente que esse é o passo a seguir, no entanto é necessário fortalecer bem a cidade inicial, já que terá de passar a defender duas cidades. Escolha com cuidado a localização. É preciso ter mente que isto é um jogo de estratégia! Se investir os seus recursos somente nas unidades atacantes será um alvo fácil para os seus inimigos! A melhor estratégia que existe consiste na construção de uma cidade com uma forte defesa, com uma guarnição de inúmeros espadachins e arqueiros. Você, por ter começado mais tarde será um alvo atraente para os jogadores maiores, no entanto, se perderem muita tropa na sua cidade, eventualmente deixarão de o atacar.

Artigo de DaniCV011

Grécia Antiga

a8f31e010aa8898387596c408c2701bc

Neste espaço iremos todas as semanas vos mostrar a história por detrás do jogo.

A Grécia foi o início da civilização que hoje conhecemos, desde a democracia passando por técnicas militares a Grécia foi um estado, pensamento e filosofia demasiado avançado na idade do planeta na altura.

Espero que gostem e apreendem um pouco da história e especialmente do nosso passado como Humanidade!

 


A Grécia nasceu na região sul da península balcânica e também dominou outras regiões vizinhas como a Península Balcânica e também dominou outras regiões vizinhas como a Península Itálica, a Ásia Menor e algumas ilhas do Mar Egeu. Com o passar do tempo, várias cidades politicamente autônomas entre si apareceram e fundaram diversas práticas que influenciaram profundamente os costumes que hoje definem a feição do mundo ocidental.

Do ponto de vista geográfico, o espaço que deu origem ao Mundo Grego é repleto de vários acidentes geográficos. A variação no relevo teve enorme importância para que cada cidade consolidasse uma cultura própria e impedisse a formação de um possível estado unificado. Devido a esta característica e com o crescimento da população e o consequente aumento de consumo de alimentos, houve a necessidade de descobrir terras mais férteis para aumentar a produção originando assim a sua expansão por via marítima.

Tal como indicado devido a uma diferença de povos, culturas e religiões a grécia nunca foi um estado unificado tendo sido criado as denominadas Cidades-Estado.

Sumariamente, as cidades-estado de Atenas e Esparta são exemplos de um amplo mosaico de culturas – palavra chave em que se define a Grécia. Devido a tal diversidade cultural se mostram dotadas de práticas e costumes que influenciaram a cultura ocidental.

Artigo de Corujax