“Britany Shelter’s” por marypixar – Capítulo XIX

 

marypixar
Membro do fórum do The West desde de maio de 2010.

 

Jimy tinha sido o primeiro a acordar dos quatro bandidos. Estava sentado na beira do seu beliche lembrando-se de Britany. Não se conteve e as lágrimas jorravam dos seus olhos. Tyler já acordado reparou que Jimy estava a chorar.
– Ei, meu, está tudo bem? – disse Tyler, confortando o seu amigo.
– Sim, sim, desculpa lá isto… – disse Jimy envergonhado.
Jimy limpou as lágrimas dos olhos e foi acordar, os dois outro companheiros.
– Uh! Que sono! – disse Watson a bocejar.
– Podes crer! – disse Max bocejando ainda mais alto que Watson.
– Só falta um dos que pretendia matar… – disse Jimy.
– Quem? – perguntou Max.
– O xerife Simon, o xerife de “Long Paradise”. – disse Jimy, informando Max.
– Vamos! Estamos à espera de quê? – disse Watson entusiasmado.
Os quatro puseram-se a caminho. Quando, finalmente chegaram a “Long Paradise”, foram à procura do xerife Simon. Os quatro bandidos, descobriram Simon, a implicar com um bêbedo que dormitava nas imediações do saloon.
– OH! Quem é ele… E aqueles… – disse Simon, olhando para os quatro bandidos com cara de nojo – Com que então, vocês mataram o meu primo…
– Sim, hoje é a tua vez. – disse Watson.
Jimy pegou na sua pistola que estava bem escondida e disparou contra Simon.
– Falhaste! CAMARADAS! – gritou Simon.
Naquele instante um grupo de homens armados, saíram dos seus esconderijos e ladearam o xerife Simon.
– Você já sabia que vínhamos cá? – disse Jimy espantado.
– Vocês todos são muito previsíveis… – disse Simon.
Deu-se uma violenta chuva de tiros quer de um lado quer de outro. Todos procuraram onde se proteger, mas o xerife e os seus companheiros eram em maior número e tinham vantagem.
O bêbedo que tinha sido interpelado pelo xerife Simon, acordou sobressaltado e escondeu-se atrás de um pipo de madeira cheio de agua.
– Jimy? És tu? Sou eu, Sebastian. Andei contigo na escola. – declarou o bêbedo. – Bem, velho amigo parece que precisas de uma mãozinha.
Jimy acenou a cabeça afirmativamente, ainda surpreso por encontrar ali o seu velho companheiro de escola.
– Sebastian! És tu mesmo? – disse Jimy rindo-se.
– Pois sou. – disse Sebastian, rindo-se com Jimy.
Os bandidos já eram cinco, por isso contenda estava agora mais equilibrada. Sebastian sabia usar muito bem a sua arma e conseguiu matar vários elementos do grupo de Simon.
– Já só restas tu… – gritou Jimy para Simon.
– Ainda não acabou, chego bem para vocês! – disse Simon, disparando um tiro que acerta em Tyler.
Este caiu estatelado no chão, estava morto.
– Seu grande… – disse Jimy, saindo do seu esconderijo disparando furiosamente para o local onde Simon se escondia.
Disparou até ficar sem balas, nesse preciso momento Simon levantou-se e deu um tiro bem no meio da cabeça de Jimy. Sebastian saltou em direcção ao corpo de Jimy e disparando contra Simon, mas agora sem o discernimento necessário para lhe acertar.
– Jimy, acabei de te encontrar e já estás morto! – disse Sebastian a chorar.
Simon com o objetivo cumprido aproveitou para sair dali. Os três bandidos, sem Tyler e Jimy, regressaram à cabana para descansar.

Continua…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *