Entrevista a mrmarques64

Negrito: Entrevistador

Fonte normal: Entrevistado


 

1. Boa noite mrmarques64! Obrigado por ter aceite a entrevista. Comece por nos dar uma breve apresentação sua.
Chamo-me Mário Marques, sou de Alcobaça e jogo Grepolis desde 2011 por influência do meu rapaz. O meu primeiro mundo foi o Beta (cerco) onde fui parar no oceano 25 e foi lá que fiz a minha aprendizagem. No entanto, o mundo que me deu mais “calo” a jogar foi o Kappa (revolta). Depois andei a saltitar de mundo em mundo (erro meu aceitar convites quando não tinha disponibilidade para jogar vários mundos em simultâneo) até iniciar o Psi que levei até ao fim. Parte da história do Psi já foi contada (InMemory) faltando apenas a história da Gangada vs Marretas. Mundo perdido por ingenuidade da parte da Gangada (onde me incluo). Talvez um dia a venha a contar na primeira pessoa.
Joguei mais uns quantos de passagem, tendo permanecido mais tempo no Corinto.

2. O que está a achar do mundo até agora?
O mundo está a ser interessante embora estejamos no início. Mundo muito rápido (6x) que exige muita disponibilidade da parte dos jogadores. O aspecto negativo é o cerco ser de 24 horas mas serve para contrabalançar a velocidade do mundo. Se o cerco fosse de 12 horas, penso que já haveria jogadores com mais de 50 ou 60 cidades.

3. O que tem a dizer sobre as criticas de ilegalidades que se tem visto no Fórum Externo que a sua aliança é alvo?
Haverá sempre jogadores que utilizam meios ilegais para alcançar os fins a que se propõem e a existência desses jogadores é transversal na maioria das alianças. Haverá quem utiliza essas ilegalidades na minha aliança? É possível. Não meto as minhas mãos no fogo por alguém.
A questão que se coloca, é como justificar (ou provar) que um jogador utiliza um bot. Os prints apresentados, na maioria das vezes estão descontextualizados e incompletos com falta de informação que leva a quem lê o FE ao engano.
Por exemplo e considerando um delay (ou lag) de -10s a + 10s, se houver um jogador que faça apenas 5 ataques e os meter todos no mesmo segundo, à 1ª vez poderá ter saído a sorte grande mas se repetir mais algumas vezes penso que utiliza um bot. Se um jogador fizer mais de 20 ataques, será expectável que fiquem seguidos e alguns até no mesmo segundo.
No entanto, já tive a experiência (no Psi) de apanhar um jogador que utilizava bot. Cada vez que o atacava a qualquer hora do dia, apanhava sempre as tropas e recursos juntamente com a milícia.

4. Que análise faz do top15 alianças?
Estão presentes alianças muitas boas, com bons jogadores e prevejo um mundo bastante competitivo. Mas daqui a uns meses, o cenário pode mudar radicalmente. Começa-se a pensar nas Maravilhas e muitas alianças mudam o seu estilo de jogo. Outras, infelizmente irão desaparecer.

5. mrmarques64 já é um nome antigo do Grepolis PT, já jogou com grande parte dos jogadores das alianças rivais à sua, o que tem a dizer acerca disso?
Como já jogo isto há cerca de 5 anos é natural que isso aconteça. Hoje joga-se na mesma aliança, amanhã jogamos em alianças adversárias. É sempre bom porque há troca de experiências diferentes, coisa que não aconteceria se jogássemos sempre com os mesmos jogadores.

6. Alguma ambição em especial para este mundo?
Sim, tenho: ganhar o mundo com a minha aliança.

7. Para si, se as maravilhas começassem hoje, que aliança levaria a melhor?
Sinceramente não sei porque há sempre muitas jogadas de bastidores. Nem sempre a aliança melhor colocada leva a melhor sobre as restantes.
Uma regra que deveria ser implementada nas Maravilhas, seria a do recrutamento fechado. Acabava-se com o corrupio de jogadores a entrar e sair para despejar recursos e favores.

8. A aliança MiBR diz que a única pedra vão ter é a sua aliança, Donos do MundO. O que tem a dizer da aliança em questão e para si qual será realmente a pedra do sapato da sua aliança?
Tenho boa impressão da MiBR, com bons jogadores e que estão neste mundo para jogar (e ganhar) à semelhança das restantes. Todas elas me merecem o maior respeito embora saibamos que há algumas alianças mais fortes que outras. Verifica-se pela luta que dão nos cercos, designadamente a SINE e a MiBR. Outras nem sequer temos contacto pelo que é difícil de determinar se são aguerridas ou não.

9. Para terminar, gostaria de deixar alguma mensagem aos nossos jogadores?
Jogar o jogo pelo jogo e respeitar os adversários.


 

Entrevista realizada pelo jogador Academos14

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *