Arquivo de etiquetas: brigada

Entrevista a Albboteta

Venho agora apresentar-vos um dos primeiros jogadores a jogar o Tribos, começou a jogar no Mundo 1.
É o líder do Mundo 1, o primeiro mundo da comunidade PT, e um dos líderes da Melhor tribo do Mundo 1, a COVA.
Estou a falar obviamente do Albboteta.

Nome: António

Idade: 41

Localidade: Beja-Cuba

Mundos Activos: Mundo 1

Mc: Quero agradecer-lhe por ter aceitado o meu convite para a entrevista, e pelo tempo disponível par ao mesmo.

Vou começar por pergunta, como a todos os jogadores, como conheceu o Tribos, e como começou a jogar?

ALBBOTETA: Conheci o tw, por alguns colegas meus, começarem a jogar e até foram eles que me registaram. De inicio, não achei muita piada pois nunca tinha jogado em pc e, muito menos, jogos on line.

Mas comecei a jogar e entrei no vício até hoje.


Mc: Ainda se lembra em que dia começou?

Albboteta: Se não me engano foi em Março de 2008 entre os dias 12 a 14.


Mc: Qual foi a sua 1ª tribo?

Albboteta: B.T. – Brigada dos Templários.


Mc: Você é o líder do Mundo 1, o primeiro mundo PT. Conte-nos como foi o seu progresso até aqui.

Albboteta: Bem para chegar a n.º 1 é preciso ter-se primeiro gosto e disponibilidade, eu tive a sorte de quando me registei ficar no meio de K’s só com aldeias barbaras, e ai era fazer cavalaria leve, saques e recursos para nobres e conquistar o máximo de aldeias. Até ao ponto de passar 8 horas ao pc.

E como é do conhecimento de todos, o abandono de muitos jogadores que vão deixando aldeias, já feitas para a tribo conquistar, e ai é ainda mais fácil.

E o segredo para muito de isto tudo é nunca nos deixarmos bloquear num K, pois temos que ir vendo até que podemos estar e sair para outro, que tenha ainda aldeias para evoluirmos.

Eu já estou em 4/5 K’s para que possa ter sempre fuga. Basicamente é isto.


Mc: O que mais gosta no Tribos? Isto é, o que faz com que tenha ficado viciado no Tribos?

Albboteta: Gosto das estratégias que em conjunto, arranja-mos para tentar sermos os melhores.

Começarmos a conhecer pessoas e todos os dias falamos, uns dias discutimos outros estamos amigos. Em fim, há muitos factores que nos levam a viciar, eu hoje em dia passo ai umas 10/12 horas ao pc.

Depois, comecei a administrar uma tribo, que por sua vez é a número 1 do mundo, logo ai tenho muito trabalho e empenho porque gosto do TW.

Mais de metade das horas, que passo ao pc, são a resolver assuntos da tribo.

Jogadores que dizem esta aldeia pertence a mim o outro diz ser ele o primeiro que nobrou. Enfim dá-me gosto resolver assuntos da tribo.

Depois tenho muitos jogadores colegas e amigos meus, que discutimos algumas estratégias, de jogo num bar que frequentamos normalmente as tardes enfim basicamente é isto que me leve a viciar mais no jogo.


Mc: Realmente a sua tribo tem uma diferença de 10 milhões comparando com a 2ª melhor do mesmo continente. Qual o vosso segredo?

Albboteta: Nunca recrutar jogadores com menos da média do 40º. Jogador da tribo, só por estratégia do jogo a que se recruta um jogador com menos pontos.

E como pode ver a nossa tribo tem sempre menos jogadores que as outras, e temos sempre algumas desistências.


Mc: Sendo você, o líder do mundo 1, deve sentir alguma pressão. Como é que gere tanta coisa ao mesmo tempo? Liderança do mundo, liderança da tribo?

Albboteta: Bem, o difícil mesmo é chegar a primeiro, depois é só ir gerindo e fazer tropas, porque as aldeias estão vazias. Pois os recursos foram só para nobres, agora estou parado pois estive a carregar tropas até encher a fazendas das aldeias. Pois mais uns 5 a 6 dias vamos começar outra vez em ataques para subir mais uns pontos.

Quanto a tribo, pois tenho uma equipa por trás de mim muito boa, e assim consigo ter as coisas mais ou menos em ordem. O pior é a primeira hora é só abrir mensagem e ter que dar resposta a alguns, pois 50% nem respondo, é injúrias e coisas sem interessa.

Quanto a pressões são muitas como deve perceber, ter que estar atento aos inimigos, as diplomacias as fusões entre outras coisas para que a nossa família nunca esteja em risco.


Mc: Qual o seu principal objectivo, tanto a nível individual, e como líder de tribo?

Albboteta: È divertir-me e passar o tempo livre que tenho, pois não tenho hábito de passar o tempo em cafés e nada mais. Tenho uma coisa que me diz nunca entres em guerras pessoais por um jogo que não vale a pena, se chegar a esse ponto abandono de imediato.

E como objectivo principal era ver todos os K’s completos sem aldeias de bárbaros.


Mc: Como começou logo no mundo 1, acredito que tenha imensas situações de que se orgulha de ter feito, ou conquistado. Qual deles é que realmente o mais marca e orgulha?

Albboteta: Mundo 1, porque era os únicos que tinha-mos na altura, só depois apareceram os outros.

Situações que me orgulho ter feito, não tenho nenhum em especial pois o meu orgulho é trabalhar todos os dias para a grande tribo que é a cova, nunca deixando um jogador sem uma resposta ou ajuda. Que me lembre, a tempos atrás convidei uma jogadora para a COVA, e ela me disse que vinha mas a minha tribo ia-me atacar. Eu disse-lhe não ha problema eu defendo-te deles, ela não viu com bons olhos eu sozinho a defender tantas aldeias dela, mas o que é certo é que durante umas semanas esteve a ser atacada e eu a defende-la e não lhe conquistaram nenhuma aldeia.


Mc: Mais ou menos, quantas horas é que está online por dia, e quantas vezes faz log ins?

Albboteta: Depende quando estou de serviço, estou sempre ligado por estratégica do jogo. Mas não quer dizer que esteja a jogar, mas média de 8 horas por dia, estou no jogo.


Mc: Você tem um nick bastante diferente. Porque escolheu esse nick, e qual o significado?

Albboteta: È simples é o meu nome. António Luis Batista Boteta.


Mc: Você também tem uma conta activa no mundo 7. Está a pensar em levar em frente a mesma estratégia utilizada no mundo 1?

Albboteta: Não, até estou a ser atacado foi so para ver como era, não tenho tempo.


Mc: Tem alguma sugestão que gostaria de dar par ao Jogo?

Albboteta: Gostaria que não existisse jogador com multi contas, que esses jogadores fossem postos fora deste jogo. Também tenho dúvidas até quanto não haverá jogadores protegidos, pois tenho visto de tudo neste jogo.

Quanto a sugestões gostava que alguém do fórum do jogo nos disse-se quando acabará o jogo se existe já algum fim ou será em deixando de haver quem compre contas prémios.

Sugestões, não estou a ver nada a acrescentar, pois eu estou cá é para me divertir.


Mc: Qual é a pessoa que gostava de ver entrevistada par ao nosso Jornal?

Albboteta: Talvez o jogador que tem mais aldeias que eu da CEL 45, RedDevil.


Mc: Obrigado pelo tempo disponível para a entrevista. Desejo o maior sucesso no jogo, e muito mais na sua vida real, tanto para si, como para os seus.

Albboteta: Muito obrigado. Uma Páscoa feliz para si.


Mc: Boa Páscoa para você também.

Neste tópico do fórum, poderão fazer comentários á entrevista: http://forum.tribos.com.pt/showthread.php?t=11159