Arquivo de etiquetas: grécia antiga

Diferenças entre Atenas vs. Esparta

ATENAS
  • Ficou conhecida pela organização democrática, pela ciência e literatura.

Sociedade dividida em 3 grupos:

  • Cidadãos- eram os proprietários da terra e o grupo mais poderoso
  • Metecos- estrangeiros que se envolviam com o comércio e artesanato
  • Escravos- não tinham direitos politicos, assim como as mulheres

 

Comércio activo:

  • Exportavam: Vinho, Azeite e artesanato
  • Importavam: Cobre, ferro e Trigo.

 

Antes de se tornar uma democracia Atena conheceu a Monarquia, Oligarquia, e a Tirania.

 

Líderes:

  • Drácon- Legislador
  • Sólon- Governador
  • Pisístrato- Tirano
  • Hípias- Tirano
  • Hiparco- Tirano
  • Iságoras- Último tirano
  • Clístenes – Sob o seu comando Atenas entrou em um período de reformas políticas que beneficiavam os mais pobres.

Inseriu o Ostracismo (condenação ao exílio po 10 anos) tentando evitar que se repetisse um governo tirano em Atenas.

ESPARTA
  • Ficou conhecida pelos seus novos metodos de batalha e defesa que será reutilizada pelos romanos aquando do império dos mesmos.
  • Legislação Severa
  • Militarismo
  • Estrutura social rígida. Dividia a sociedade em 3 grupos:
    • Elite- eram os espartanos ou esparciatas. Por seres os únicos considerados cidadãos, podiam controlar a região politica e os assuntos militares.
    • Penecos- Eram livres e se dedicavam ao comércio e ao artesanato
    • Hilotas- Prisioneiras de Guerra, eram a maioria da população.

 

Os espartanos temias rebeliões dos Hilotas, por esta razão fizeram da cidade um verdadeiro campo militar.

Aos sete anos, os meninos passavam a pertencer ao Estado e eram educados para a Guerra, se desobedecessem eram punidos. Toda essa submissão causava transtornos entre as famílias, pois o cidadão espartano servia ao exército até aos 60 anos.

O Governo espartano era diárquico: dois reis comandavam os exércitos e representavam os interesses das principais famílias espartanas.

Tinha duas assembleias:

  • Apela- formada por representantes do Povo
  • Gerúsia- Conselho de anciãos.

O poder dos reis era limitado; magistrados conhecidos como éforos vigiavam as suas actividades.

As leis de Esparta foram elaboradoras por Licurgo- legislador que transformou a cidade em um estado militarista.

Foi graças a Esparta que a Grécia se transformou numa potência mundial.

Se Esparta ficou conhecida como uma potência militar, Atenas era a estratégia por detrás do mesmo. Juntas eram imparáveis, separadas eram fracas.

Artigo de Corujax

Problemas Grécia Antiga

Em um dado momento, as diferenças entre as cidades-estado promoveram o acirramento dos interesses politicos entre as mesmas. Com isso, apartadas entre as Ligas de Delos e do Peloponeso, as cidade da Grécia Antiga se desgastaram em uma prolongada Guerra que acabou permitindo a dominação de outros povos sobre esta civilização.

Tudo começou no sec. V e IV a.c. os gregos se envolveram em várias guerras.

1ª)

Guerras médicas: lutaram contra os persas, pois estes haviam construindo um império o que ameaçava as colônias gregas.

2ª)

Guerra do Peloponeso: Atenas vs Esparta -> Esparta saiu vencedora (Inicio do declinio)

Tebas vs Esparta: → Tebas saiu vencedora.

A Grécia fez importantes contribuições no campo da arte, literatura,filosofia, ciência: seus escultores e arquitectos, poetas e dramaturgos, filósofos e legisladores, cientistas e matemáticos, estrategas e comandantes lançaram as bases longínquas de toda a cultura ocidental; suas colónias estenderam-se até ao Mar Negro, norte de África e sul de Itália e França mas a constante rivalidade sobretudo entre Esparta e Atenas, acabou enfraquecendo a civlização grega permitindo a sua conquista por Filipe da Macedónia em 338 a.C.

Seu filho, Alexandre o Grande, difundiu largamente a civilização helénica devido a sua paixão pela cultura em vez de a eliminar promoveu-a tendo sido de suma importância para que os valores helênicos perduram-se ao longo do tempo

Artigo de Corujax

Grécia Antiga

a8f31e010aa8898387596c408c2701bc

Neste espaço iremos todas as semanas vos mostrar a história por detrás do jogo.

A Grécia foi o início da civilização que hoje conhecemos, desde a democracia passando por técnicas militares a Grécia foi um estado, pensamento e filosofia demasiado avançado na idade do planeta na altura.

Espero que gostem e apreendem um pouco da história e especialmente do nosso passado como Humanidade!

 


A Grécia nasceu na região sul da península balcânica e também dominou outras regiões vizinhas como a Península Balcânica e também dominou outras regiões vizinhas como a Península Itálica, a Ásia Menor e algumas ilhas do Mar Egeu. Com o passar do tempo, várias cidades politicamente autônomas entre si apareceram e fundaram diversas práticas que influenciaram profundamente os costumes que hoje definem a feição do mundo ocidental.

Do ponto de vista geográfico, o espaço que deu origem ao Mundo Grego é repleto de vários acidentes geográficos. A variação no relevo teve enorme importância para que cada cidade consolidasse uma cultura própria e impedisse a formação de um possível estado unificado. Devido a esta característica e com o crescimento da população e o consequente aumento de consumo de alimentos, houve a necessidade de descobrir terras mais férteis para aumentar a produção originando assim a sua expansão por via marítima.

Tal como indicado devido a uma diferença de povos, culturas e religiões a grécia nunca foi um estado unificado tendo sido criado as denominadas Cidades-Estado.

Sumariamente, as cidades-estado de Atenas e Esparta são exemplos de um amplo mosaico de culturas – palavra chave em que se define a Grécia. Devido a tal diversidade cultural se mostram dotadas de práticas e costumes que influenciaram a cultura ocidental.

Artigo de Corujax

Lenda – Narciso

20071222033305!Michelangelo_Caravaggio_065Narciso, um jovem de extrema beleza, era filho do Deus do Rio Cephisus e da ninfa Liriope. No entanto, apesar de atrair e despertar cobiça nas ninfas e donzelas, Narciso preferia viver só, pois não havia encontrado ninguém que julgasse merecer seu amor. E foi o seu desprezo pelos outros que o derrotou.

Quando Narciso nasceu, sua mãe consultou o adivinho Tirésias, que previu Narciso viveria muitos anos desde que nunca conhecesse a si mesmo. Narciso cresceu tornando-se cada vez mais belo e todas as moças e ninfas queriam seu amor, mas ele desprezava a todas. Certo dia, enquanto Narciso descansava sob as sombras do bosque, a ninfa Eco se apaixonou por ele. Porém tendo-a rejeitado, as ninfas jogaram-lhe uma maldição: – Que Narciso ame com a mesma intensidade, sem poder possuir a pessoa amada. Nêmesis, a divindade punidora, escutou e atendeu ao pedido.

Naquela região havia uma fonte limpa de águas cristalinas da qual ninguém havia se aproximado. Ao se inclinar para beber água da fonte, Narciso viu sua própria imagem refletida e encantou-se com sua visão. Fascinado, Narciso ficou a contemplar o lindo rosto, com aqueles belos olhos e a beleza dos lábios, apaixonou-se pela imagem sem saber que era a sua própria imagem refletida no espelho das águas.

Por várias vezes Narciso tentou alcançar aquela imagem dentro da água mas inutilmente; não conseguia reter com um abraço aquele ser encantador. Esgotado, Narciso deitou na relva e aos poucos seu corpo foi desaparecendo. No seu lugar, surgiu uma flor amarela com pétalas brancas no centro que passou a se chamar, Narciso.

Artigo de The.animal.

O Regresso da Grécia Antiga

Grepolis, a mais recente aposta da InnoGames GmbH, prometeu surpreender e assim o fez!

Os dados foram lançados e dia 17 de Fevereiro ficou marcado pelo regresso da Grécia Antiga ao mundo moderno. Um início de mais um jogo que já prendeu milhares de jogadores.

Após sensivelmente um mês de lançamento, o servidor português já conta com 3 mundos (Alpha, Beta e Gamma) e aproxima-se de 100 mil jogadores.

Decidimos então lançar o primeiro artigo após o lançamento do Grepolis, no nosso Blog, depois de um período de adaptação ao jogo, e começar a perceber como é que os jogadores entraram em mais uma jornada e o que mais lhes atrai, sendo então o tema desta estreia.

Depois da disponibilidade demonstrada, não poderia continuar sem antes agradecer a todos os jogadores que aceitaram participar no inquérito realizado. A todos um muito obrigado da equipa do Grepolis!

Como teve conhecimento do Grepolis e o que o levou a experimentá-lo?
A maioria dos jogadores entrevistados conheceu o Grepolis através de outros jogos da InnoGames GmbH, nomeadamente Tribos e The West. A curiosidade foi, sem dúvida, o grande empurrão para um jogo que tem tudo para ser um dos melhores e não desiludiu.

Iniciou-se o primeiro servidor português há sensivelmente 1 mês, qual o balanço que faz deste primeiro mês?
Neste primeiro mês de servidor, todos os jogadores destacam que já se começam a notar os bons jogadores existentes, assim como as primeiras rivalidades entre alianças, mas ainda tudo está no início.

O que mais lhe agrada no Grepolis?
Quanto às funcionalidades que mais agradaram os nossos jogadores no Grepolis, todos salientam os combates marítimos – a criação de transportes e os poderes divinos são duas das ideias criativas e realistas deste novo jogo – novas funcionalidades que trouxeram uma maior interacção entre o jogo e o jogador.

A ira de Zeus…

Poseidon começou a mexer com os mares e marés para empurrar os barcos colonizadores que zarparam de Hamburgo. Afrodite correu para o destino dos barcos e encheu de amor o coração de quem os vai receber. Hera esmagou todos os que se oponham e levantavam entraves no percurso deles. Ora Zeus, sempre de olho aberto e com um trovão na mão preparado para aniquilar todos que pensem opor-se aos seus desígnios…

O Grepolis chegou à sua fase final, a sua internacionalização. Estamos na última fase para mostrar ao mundo o verdadeiro poder dos deuses gregos, a horas do lançamento da versão internacional deste grande jogo todos trabalhamos para que este lançamento seja o mais perfeito possível. Ao mesmo tempo que aquele nervosismo miudinho nos assombra e sabemos que está a poucos dias a vez do lançamento da nossa versão.

Isto tudo para dizer, é com grande prazer que vos anuncio que o Grepolis está a chegar às comunidades lusófonas. Neste momento a tradução está quase concluída e entra na fase de revisão. Os servidores estão a ser preparados e testados e em breve começa o teste interno da equipa de suporte deste novo jogo. À medida que os testes são feitos, as regras começam a ser elaboradas e os fóruns configurados, entre outras novas surpresas que estamos a preparar.

Da mesma forma iniciamos agora o processo de recrutamento para o Grepolis, brevemente será aberto na nossa plataforma de candidaturas (http://candidaturas.solutions.pt) as inscrições para o Grepolis.

Este não é o primeiro, nem segundo, nem terceiro jogo que lanço ao público, mas mesmo assim não consigo deixar a inquietação e as insónias de lado. O Grepolis é sem sombra de dúvida a jóia da coroa da Grécia antiga nos tempos actuais.

Falta apenas divulgar a data de lançamento, bem segundo os nossos planos actuais será numa data especial de Fevereiro.

Iremos continuar a informar a comunidade sobre o desenvolvimento do lançamento deste grande jogo.

Ricardo, Administrador de Comunidades.