Arquivo de etiquetas: o dia

14 de Fevereiro…

Dizem que esta data é especial dos corações apaixonados, uma espécie de Natal para os casais… Bem, o estado nem considera esta data especial, ora não consta no calendário dos feriados oficiais e creio que sabemos que o estado tem vindo a apostar no aumento das taxas de natalidade…

O dia de São Valentim, na teoria é aquele dia do ano para os pares apostarem e fazerem algo especial na sua relação. Graças a este santo temos um dia para nos preocuparmos com a cara metade… pois nos restantes 364 dias do ano devemos descansar de tais esforços…

Na realidade, considero o dia 14 de Fevereiro de 2010 uma data muito especial pois é Ano novo lunar no calendário Chinês! Uma celebração única e digna de se ver. Este vasto país e místico já nos remotos tempos estavam isolados das convicções do correcto (a visão ocidental) e prosseguiu a sua própria cultura e identidade única, deixando para trás os calendários julianos e gregorianos.

O dia 14 de Feveiro deste ano, marca-me um tempo de reflexão sobre quem somos, de onde vimos e para onde vamos…. Ou seja um Quo vadis de ano novo. Há muito a ser dito sobre as nossas origens e diluições da nossa cultura, ora um exemplo que não consigo deixar de fora é a numeração. Ora nós povos latino romanos, abandonamos a numeração romana pela árabe mantendo a nossa escrita em letras latinas, já os povos árabes mantém o seu alfabeto mas utilizam a numeração indiana.

Que tem isto tudo a ver com o dia 14 de Fevereiro? Nada e tudo, o dia 14 é um dia especial para muitos por uma questão meramente cultural, mas continuará a ser sempre assim? Vejamos mais um dado curioso desta data, este ano de 2010 o dia dos namorados coincide na proximidade do Carnaval. Se tivesse de fazer algo de diferente e especial nesta data apostaria numa viagem romântica… o destino da maioria das pessoas com certeza seria Paris, contudo como cidade de romantismos não haja dúvida que iria eleger Veneza, mas nesta data é a semana do festival da carne (carnaval) nesta cidade.

Então levanta-se a questão, o dia dos namorados será? Um dia como os outros? Algo especial e romântico? Um novo início? Ou a folia do Carnaval?

O Santificado Advogado do Diabo.

Dia a Dia de um Supervisor: EnteiRocks

Há quem me chame Nuno (outros chamam coisas bem menos bonitas lol), tenho 22 anos e sou estudante no Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP).

Vou relatar não o meu dia a dia, mas sim um dia aleatório. Penso que será bem mais divertido 😉

Quinta-feira 15 de Outubro.

Depois de me deitar às 3 horas da manhã consegui mais uma vez vencer a preguiça e acordar passadas 4horas.

7h, está na hora de tomar o pequeno-almoço a correr e pegar no carro para ir até ao ISEP. Duas corridas e já estou numa aula, aulas, aulas, laboratórios, oficinas, aulas.

12h, hora de almoço, está na hora de ir praxar uns caloiros antes de ir ao “tacho”. Nunca pior, tenho 60 caloiros dispostos a partir tudo hehe

Depois de uns pequenos confrontos da recepção ao caloiro no ISEP está na hora de pegar no portátil e trabalhar, alguém me disse que o spam no fórum continua a crescer e os tickets estão a aumentar xD

Almoço a correr e siga para mais duas aulas e ainda só são 14h.

16h, está na hora de levar a caloirada do ISEP à recepção geral do IPP, pega-se na moca e na colher e lá vão os guerreiros preparados para divertir os caloiros e lança-los contra qualquer faculdade ou instituto repleto de mulheres.

18h, está na hora de voltar ao trabalho, a recepção corre bem, a caloirada diverte-se e eu também. É sempre um momento único conseguir estar à frente de cerca de 500 caloiros e vê-los a respeitar todas as nossas indicações (quem me dera poder fazer isso aos jogadores :P).

Mais uma passagem pelo carro, portátil ao ombro e vamos lá trabalhar mais um bocado, penso que há por aqui umas denuncias para analisar… hum…

19:30h, passagem pela AE ISEP, sim o balanço da semana de recepção ao caloiro até tem sido positiva. Muitas festas, muita gente, bastante bebida e felizmente muito poucos problemas. Hoje é o dia mais relaxado da semana, hoje ninguém tem que trabalhar a festa é fora de “casa”, siga tudo para o Chic!

20:30h, começa a regressar a caloirada do curso, está a ficar na hora de mais um grandioso jantar de curso. Medo, medo, muito medooo . Acho que os empregados no final da noite não vão gostar assim tanto de nós, depois de nos verem a subir às cadeiras a cantar “alhos e bugalhos”, a distorcer a magnífica língua portuguesa em cânticos desenfreados. Mas o que havemos de fazer? Somos académicos temos que aproveitar a liberdade 😉

0:30h, depois do último brinde da noite está na hora de seguir para o Chic. Autocarro à porta do Instituto e vamos embora que se faz tarde (sim porque, se beber não conduza!).

3:30h, última música da noite. Está na hora de tentar limpar o baton que teima em ficar na gola da camisa e seguir para casa finalmente.

4h, depois de mais um dia “a partir” ainda há trabalho para fazer. Entro na sala, ligo o desktop e vamos lá verificar as asneiradas que  andaram a fazer pelo DS e pelo TW.

5:30h, ainda bem que hoje só tenho aulas às 13h…

Aqui fica um dia da minha vida, raios, um homem também tem que dormir!

😉

Dia a Dia de um moderador: Baby-kel

Aqui está mais um artigo sobre o dia a dia de um moderador, nomeadamente Baby-kel.

Olá,

O meu nome é Raquel e vivo no distrito de Lisboa.
Actualmente encontro-me em formação profissional numa empresa de segurança privada dado ao facto de ter sido obrigada a adiar o meu curso de psicologia criminal um ano.

O meu dia-a-dia não é muito rotineiro uma vez que o meu horário profissional actual varia durante a semana, podendo entrar em formação nas variadas horas da manhã ou nas variadas horas da tarde, não sendo garantido em que momentos estarão livres de mim na moderação do fórum ou no suporte do jogo 😛

Entrando de manhã em formação, acordo cedo, faço do meu pequeno-almoço um manjar dos deuses, apronto-me e parto para a azáfama matinal que se sente bastante nesta zona. A formação, por norma, acaba à hora do almoço pelo que aproveito a companhia dos meus colegas para essa refeição do dia. Venho para casa, faço o que tenho a fazer de lides domésticas, venho à Internet desempenhar o trabalho que me compete quanto membro da equipa do The-West e dou uma espreitadela aos meus emails.
Às quartas-feiras tenho 1 hora de cardiofitness e musculação e quando tenho as tardes livres, há sempre que fazer, que mais não seja ajudar os outros naquilo que não podem fazer por estarem a trabalhar como ir ao banco, às compras, à lavandaria, enfim, aproveitam-se do meu tempo livre para tudo 😛 O final da tarde é para os amigos, que se não puderem estar presentes pessoalmente, é através do Messenger que se coloca a conversa em dia e que se prolonga pela noite, sendo então este momento de todo o dia, em que mais tempo passo em frente ao computador e, consequentemente, na moderação do The-West.

Se entrar em formação à tarde, o dia é muito menos proveitoso. Adoro dormir, pelo que a manhã é passada na cama, levanto-me para almoçar, apronto-me e lá vou eu mais uma vez, se bem que durante a tarde a confusão nas ruas é menor. Chego a casa mais tarde, pelo que o tempo é essencialmente dedicado à família e ao meu trabalho no The-West.

Quando tinha mais tempo e sendo eu uma adepta do desporto, fazia não só cardiofitness e musculação como andava quilómetros por dia, tinha danças de salão, mas tive que desistir de algumas coisas.

Ao fim-de-semana, sexta-feira à noite incluída, é tempo de me divertir, estar com os amigos, vamos passear, temos grandes jantaradas, saímos para dançar, vamos ao cinema… Há Domingos em que fazemos grandes almoços de família que, ao contrário de muito pessoal que eu conheço, adoro pelo facto de ter uma família enorme e serem todos muito unidos e extremamente divertidos e é esta a minha vida, de momento.

Para o ano podemos actualizar isto, com certeza a minha vida será bastante diferente, pelo menos assim espero 😀

Baby-kel

Dia-a-Dia de um Moderador: Mc Peralta

Um jogador deu a ideia de falarmos acerca do nosso dia-a-dia. Porque não? Para que os jogadores nos conheçam um pouco melhor, eu próprio vou ser o pioneiro.

Antes de mais, para quem não sabe, chamo-me Bruno Peralta.O meu dia-a-dia é sempre bastante preenchido, já que eu mesmo faço questão que isso aconteça.

Devido ao meu trabalho, começo o meu dia bastante cedo. Sendo que trabalho no aeroporto de Lisboa, acordo sempre por volta das 4h, já que começo a trabalhar entre as 4h30 e as 5h da manhã. Admirados? Sim, há imensa gente que paga muito dinheiro para viajar a essa hora, e até mais cedo.

Os meus dias de trabalho, começam sempre por volta 4h e acabam entre as 13h e as 14h. Após as 14h, vem o tempo para a moderação.

Normalmente, logo após o almoço, acedo à internet, e verifico tudo o que tenho de fazer na internet, como os emails, e claro, a Moderação.

Em média, dedico entre 2h a 3h por dia, tentando efectuar todo o trabalho que tenho, desde moderação ao jogo, como no fórum, e ainda o blog. Após, mais ou menos, 1h30 de moderação, o suficiente para que saia de casa sem trabalho de moderação por fazer, começa o meu tempo livre.

Sair para tomar café, jogar à bola, qualquer coisa que possam imaginar, que um rapaz de 24 anos, pode fazer no tempo livre. De referir, que é um rapaz de 24 anos, sem namorada, pois se tivesse, certamente que não teria tempo livre para mim :p

Continuando, por volta das 19h/20h, volto para casa, para jantar e volto à internet. Nesta altura, verifico o que se passou durante o dia, possíveis reuniões e preparação de várias situações, como também do blog.

O que vou dizer agora, é o que mais admira, incluindo à equipa de suporte, quando entre as 21h e as 22h, informo que está na altura de dormir. Quando se acorda muito cedo, tem que ser assim.

Estou na equipa de suporte à quase um ano, e só o Ricardo e o Arodrigues, não me fazem a pergunta da praxe: “Já?”

Isto seria um dia normal, já que quando há reuniões de trabalho da equipa de suporte, lá vou eu “dormir” para o aeroporto no dia a seguir. Nada que alguns cafés não ajudem 😉

Isto é uma boa maneira de mostrar aos jogadores o nosso dia-a-dia, para que percebam que também temos outros afazeres, e que não podemos, e não estamos, todos os minutos online, para responder logo que efectuam uma solicitação. A moderação tem um “limite” imposto internamente, de 24h, que fazemos tudo para o cumprir, como eu já fiz e certamente todos os meus colegas, abdicando de afazeres e situações da vida real, em prol da moderação, da comunidade e dos jogadores.

.

Mc Peralta

.

Comentários ao Artigo, devem ser efectuados neste tópico do fórum:

The West

Tribos

Its ALIVE! – lançamento de um novo mundo como acontece…

Durante os últimos dias estive bastante ocupado com a gestão da equipa e com os preparativos do pt13, que abriu ontem (quando tive a ideia de escrever este artigo).
Apesar de muitos dos jogadores já saberem grande parte do processo, fica aqui uma pequena narrativa de como acontece…

A decisão

Há apenas uma forma para iniciar-se um novo mundo, é quando da sede da InnoGames GmbH decide que está na altura de criar um novo mundo. Normalmente, conhecendo os factores que levam a esta decisão e a vontade da comunidade, nas minhas funções sugiro por vezes uma apreciação do status e verificação se as condições para um novo mundo estão reunidas.
Uma vez que a sede decide que está na altura de lançar um novo mundo é me comunicada qual a semana para o lançamento e dois a três dias preferenciais. Com estes dados, tenho que escolher o dia em que a equipa estará melhor preparada para lidar com o lançamento.

Curiosidade: é (quase) impossível de um servidor ser lançado a uma sexta-feira 13, não por causa de superstição mas por falta de disponibilidade técnica.

Após acertada a data é preciso marcar com o suporte técnico, para qualquer eventualidade, tal como fazer o reset ao mundo antes de lançamento.

É nesta altura que também se inicia as negociações das configurações, regra geral eu peço velocidade 5x e depois é analisada a velocidade dos mundos anteriores e futuros para se chegar a um consenso, porém o espaço de negociação nesta parte é um pouco mais de apelo.

Uma vez decidida a velocidade começa a ronda das restantes configurações e a manutenção do equilíbrio. Neste aspecto é dado perto de uma semana para se propor as configurações desejadas.

Após saber as datas

Depois de definidas as datas, vou ao painel de configurações e começo a configurar alguns detalhes, sendo o primeiro a velocidade para 2000x a 60000x. Uma vez acabadas as primeiras configurações, está na altura de dar permissões aos co-administradores neste novo mundo e informo os membros da equipa que o mundo está disponível para ser testado e onde o podem fazer.
Durante este tempo a minha primeira preocupação é a integridade do servidor e a sua jogabilidade – se é viável a longo prazo. E são feitos os ajustes de configurações neste momento.

Curiosidade: a velocidade mais rápida num servidor português foi 120000x no pt10.

Testado e configurado…

Após ter sido testado e configurado, as configurações são descritas à sede e explicados os motivos, a qual pode concordar ou não. Caso haja discordância com uma configuração, terá de ser tudo ajustado de novo nesse momento. Nesta altura é quando são conhecidas as configurações finais de um dado mundo. Pode, em raro caso, acontecer que estas são alteradas no momento de lançamento.

Após estarem acertadas as configurações, continuamos a testar o servidor numa velocidade absurda até ao dia de lançamento.

No dia do lançamento

Este é um dia stressante em todos os aspectos, e começa logo de manhã cedo. Primeira coisa a fazer é contactar a sede e consultar quando é a melhor hora para o lançamento, após é pedir ao suporte técnico para fazerem um reset ao mundo e re-testar coisas essenciais como: a ajuda, premium (funcionalidades e compras), filas de construção, movimento de tropas, pontos, etc.

Curiosidade: Em todos os mundos que lanço começo sempre na primeira posição, não é batota é mesmo devido aos testes.

Uma vez, testado, novamente é revista a configuração do mundo e anunciado no fórum que está a abrir. E feita a abertura quando a sede disser “all is good, you can launch! And don’t forget best!”


Após isto são horas de espera a ver se tudo corre bem e não existe algum erro grave que exige suporte técnico.

E assim acaba uma pequena longa historia.
Ricardo, Administrador de Comunidade

Assunto delicado – Famílias de tribos

Olá

Depois da análise de um bom líder, deixo aqui um artigo sobre as famílias de tribos… um grande “tabu” no Tribos de hoje. Porquê? São boas? São más? Quais são as vantagens e desvantagens? Continuem a ler para descobrir.

As famílias têm, como uma vez alguém disse, de ser analisadas sobre várias perspectivas.

1 – Perspectiva dos Líderes das Famílias

Todos os líderes actuais devem ficar assustados só de pensar em liderar uma família. Se 60 a 80 membros já são tão dificeis de governar, quanto mais 300, divididos por diversas tribos, cada qual em seu continente. Das duas uma, ou o líder passa o dia todo colado ao ecrã e tem mesmo muito talento, ou designa líderes para cada uma das “alas” da família. Resultado? Confusão. Tribos que começam a prosperar e quando vêm negadas posições superiores na hierarquia procuram independência, tribos que são mais pequenas e pedem constantemente apoio militar das “tribos-mãe”… E líderes menos capazes que são atribuídos à liderança resultando em problemas internos.

2 – Perspectiva do membro novato da família

Ao estar rodeado por tantas tribos da família, aliadas, e membros da tribo, ou seja, pontinhos azuis, os membros novatos vão experienciar uma sensação de segurança acrescida em relação às suas preciosas aldeias.

Contras? Pouco espaço para crescer, o que os condiciona no seu jogo obrigando a que conquistem inactivos e bárbaras. Além disso, a sensação de excessiva segurança leva muitas vezes a que descurem as tropas, o que resulta em jogadores não preparados para uma guerra.

3 – Perspectiva do membro experiente da família

Enquanto que os membros novatos se conformam e jogam pelo seguro, os membros mais experientes procuram guerra, tops e expansão, e não o encontram rodeados de aliados e membros da tribo.

Resultado? O membro experiente vai sair da família. Rodeado como está, em breve será extinguido pelo número de jogadores, que não sendo pela coordenação, o vencem pelo número e pela persistência. Fica então a família com um jogador a menos e umas aldeiinhas a mais. Esta situação repetir-se-à viciosamente, até que o número de jogadores a sair seja elevado, originando problemas internos a alto nível, o que aliado ao facto da má governação levará à procura de fusões e à queda, mais cedo ou mais tarde.

Prós e contras

Prós

Segurança no inicio do jogo

Possibilidade de crescer sem necessitar de “gastar” muitas tropas e tempo

Pouca necessidade de apoio e ataques coordenados

Contras

Comprometem seriamente o crescimento a médio e longo prazo

São auto-destrutivas consoante o ponto 3.

Espero que seja do vosso agrado, comentários no fórum do tribos.

Lamios

Tribos + SPEED = 10 de Junho

lvcPara todos aqueles que acham que o Tribos é um jogo lento e que podia ser mais rápido, ou que então ficam a contar os segundos até terem os recursos necessários para aquela construção… Hoje trago boas noticias! Finalmente iremos lançar rondas SPEED na comunidade portuguesa.

Para celebrar o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, será dado será inaugurada a primeira volta do nosso SPEED, com uma cereja no topo do bolo – terão a oportunidade de massacrar a equipa de suporte que irá estar a jogar neste dia (10 de Junho).

Aconselhamos a todos a lerem as informações disponibilizadas pela equipa em: LINK

Convidamos todos os jogadores a participarem e divertirem-se numa corrida de cliques. Lembram-se que existem apenas alguns lugares nesta ronda que não são para contas premium, após estas vagas estarem preenchidas será apenas possível participar quem activar premium.

Ricardo, pela equipa de suporte