Arquivo de etiquetas: reservas

Tribos: antes e agora, por kempokamoritz

Olá, comunidade!

Venho-vos apresentar uma “crónica”, uma espécie de túnel do tempo. Iremos relembrar os tempos antigos do jogo, o tempo onde não existia nada do que existe agora, inclusive, o recrutamento em massa, que era uma simples miragem ao fundo do túnel…

O que mudou do começo para cá?

Muitas coisas mudaram, todos os “antigos” sabem.

O recrutamento em massa, como já foi dito, tão utilizado por nós, trouxe a mudança e sem ela o sistema de renomeação de ataques simplesmente não existia – e poucos de nós conseguiriam renomear os ataques recebidos. Falo dos tempos de viagens, nos detalhes de ataques recebidos. Também a renomeação de comandos enviados, foram das primeiras e grandes mudanças do Tribos.

E os acampamentos militares, alguns ainda tiveram a oportunidade de experimentar as suas funcionalidades. No início foi esperado por muitos jogadores, pois, finalmente, os jogadores ofensivos tinham alguns benefícios. No entanto, devido ao motivo que levou à sua implementação não ter sido o que os desenvolvedores tinham em mente, não teve o sucesso esperado. Foram retirados.

O famoso Sistema de Reservas foi um grande passo para o Tribos. Toda a gente conhece, toda a gente precisa. Lembram-se do tempo das milhentas secções no fórum, onde reservávamos as aldeias à mão? Divididas por continentes e/ou tribos adversárias, mais as bárbaras… Que confusão! Mas agora já não.

As célebres medalhas são mini metas que os jogadores vão alcançando, sejam sprinters ou endurances, há para todos os gostos. Ao longo do tempo, várias e novas medalhas foram adicionadas e, sobre elas, um ranking de quem tem mais pontos com as medalhas. Isto é uma opção que não deixa a competição esmoronar-se, ao ver-se quantos nobres já conseguiram matar, quantas tropas por dia, …, e para se mostrar mais ativo ou melhor estratega, comparando as medalhas de saqueador, diárias e não-diárias.

Como é que as mudanças afetaram a forma de jogar?

Todas as ações têm consequências e as mudanças táticas de jogo, com as novas implementações, não foram diferentes.

Desde que a redução do tempo de evolução de um edifício foi implementado, quem não faz uns cortes? Considera-se isto uma mudança de tática, pois aumenta a rapidez da evolução. O corte nos custos, também não foi exceção.

Mas, na totalidade, com este tipo de implementações a estratégia em si não mudou, desenvolveu-se. Desenvolveu-se, pois aprende-se, melhora-se com o tempo de jogo, todos os jogadores, mesmo que já joguemos isto há anos, há sempre algo a aprender.

Quais os pontos positivos? E os negativos?

Como tudo e como em tudo, há sempre pontos positivos e negativos.

O jogo, antigamente, era muito menos rápido, muito mais manual. Contava o tempo online, a pura estratégia do jogo, coisas que muitos de nós gostavam que voltassem a existir. Quando se farmava sem a facilidade de scripts ou do Assistente de Farm, era o mais paciente o melhor do mundo. Agora jogamos em co-play, o desenvolvimento da estratégia que nos leva a novas formas de jogar para combater contra quem utiliza outros recursos que substituem a sua paciência. Antes a estratégia fazia do jogador o mais temido, agora mais do que sempre, o tempo vale ouro.

Tudo evolui por necessidade, ou por opção, para melhores resultados. Mas há sempre algo que se torna justo para ambos os lados e, principalmente, que devolve de flores, para pequenas e frágeis sementes, com cuidados necessários, para se tornar algo bonito, capaz de iluminar o mundo e mostrar uma nova era.

O Tribos era mais disputado antigamente ou tornou-se agora mais competitivo?

Muitos jogadores, vários estilos de jogo, várias ideologias do que será o melhor, 2 únicas opções possíveis: antes ou agora?

Naquele diferente tempo, horas a fio passadas online no jogo, no MSN, Skype e até por telemóvel, a decidir os próximos movimentos, a combinar as horas para os apoios… Movimentos lindos, que tornavam uma equipa num único jogador com uma força espantosa.

Com os planeadores que nos mostram as horas a que temos de estar online para coordenar-mos um ataque, o Gestor de Conta que nos avisa quando recebemos um ataque, ou até uma mensagem. Tudo isto reduz o tempo necessário online e deixa a balança mais equilibrada para outro tipo de jogadores.

Mas tudo muda, tudo evolui. Estas são as diferenças dos tempos antigos, comparados para os tempos de agora.

Cada jogador tem a sua opinião, como disse: “muitos jogadores, vários estilos de jogo, várias ideologias do que será o melhor, 2 únicas opções possíveis”.

Obrigado pela leitura e bom jogo para todos os Tribalistas.

kempokamoritz