Arquivo de etiquetas: sem duvida

O leão, um novo rei na selva?

Ontem, na App Store da Apple apareceu o tão esperado OSX 10.7 (Lion) em substituição da versão 10.6 (Snow Leopard). Entra as duas versões estão quase dois anos de distancia e imensas novidades.

Para o utilizador comum a primeira grande diferença que se vê está numa nova ergonomia visual que em muito se equipara a outros produtos da Apple (iOS’s) como o iPhone e o iPad, mas esta fusão visual deverá apenas ficar completa com o lançamento do novo iOS 5.0 no Outono. Não deixa de ser espantoso como todo a Apple claramente está a beneficiar os seus clientes “fidelizados”. O Lion trás na “caixa” um conjunto de soluções dedicadas a quem já é cliente, como o FaceTime – uma forma simpática de dizer faça uma videoconferência gratuita para um iPhone, iPad, iPod, ou outro Mac.

Contudo, esta aproximação não promete afastar os utilizadores de outros sistemas operativos como Windows e Linux. Não é novidade que que os OSX sempre tentaram combinar o melhor de dois mundos. O ambiente gráfico foi melhorado neste sentido, os programas formam pilhas de agrupamento tal como estamos habituados no Windows e temos múltiplos ambientes de trabalho. Então onde está a diferença? Misson Control, algo de nome pomposo que faz justiça à sua função. Criar novos ambientes de trabalho dividir janelas aqui e acolá tudo extremamente simplificado que quase que faz chorar pelas horas que antes foram perdidas a organizar em que ambiente iria abri o programa XPTO…

Outra nova funcionalidade que vai ser bastante utilizada e em pouco tempo classificada como “isso não é um extra, é básico e todos deviam de ter” é o airdrop. Utilizadores do Lion passam a conseguir enviar ficheiros via WiFi sem esforço de configurar redes, partilhas e acessos. Agora basta abrir o finder (“explorador”) e arrastar para cima do outro mac os ficheiros a enviar.

A segurança… sem duvida a Apple não poupou recursos e como vários especialista já o dizem o Lion é o OS mais seguro de momento. Os novos OSX combinam a simplicidade de utilização para os utilizadores domésticos tal como para “técnicos / gestores informáticos”.

Existem ainda centenas de novas coisinhas boas! O Lion até ao momento tem sido uma caixinha de surpresas agradáveis e desagradáveis.

Até aqui tudo positivo, contudo há pontos negativos com esta actualização. O que mais me irritou e ainda está a irritar são os novos comandos gestuais. Uma das imagens de marca dos Macs sempre foi o trackpad – um dedo para isto, dois para aquilo, 3 rodam e fazem isto, com quatro já faz assado. Estes comandos estranhos a partir do momento que nos tornamos profissionais dão aquela meia hora extra na cama. Infelizmente muitos dos comandos foram alterados ou espelhado. Por exemplo o scroll, se queria mover uma página de net para baixo eram dois dedos a deslocar para baixo, agora são dois dedos a deslocar para cima. Os insultos mentais proferidos só por causa disto hoje já foram muitos, e não há forma de reconfigurar esta opção.

Outro gesto que já sinto saudades é os quatro dedos para cima para ver o ambiente de trabalho, agora é o polegar e três dedos a abrirem uma circunferência.

Em suma, os comandos gestuais ficaram melhor para futuros utilizadores visto que eles são uma mímica da acção que aparece no monitor, mas para quem já usava macs, uma dor de cabeça.

Outro ponto negativo é a falta de compatibilidade entre os “programas antigos”, mais uma vez os gestos. Por exemplo no Opera voltar atrás numa página três dedos da direita para a esquerda… agora? Ainda não descobri…

Outra chatice contra produtiva, o novo sistema de busca é excelente, infelizmente é só excelente de hoje em diante. As “pastas inteligentes” do Outlook ficaram de fora na migração. Quer isto dizer que os emails novos seguem as regras e ficam marcados correctamente nas pastas, contudo a centena de emails que já lá estavam e que precisam de ser resolvidos tem que ser “procurados visualmente” porque os filtros deixaram de funcionar.

Resumindo e concluindo, o novo OSX – Lion é decididamente recomendado para quem estiver a pensar em comprar um mac e ainda não utilizou um antes. Outra funcionalidade é a migração inteligente do Windows para Lion. Esta ferramenta permite importar contas de email, e definições de Outlook, documentos, fotos, favoritos, definições de sistema, etc.

Para os já utilizadores de macs, o preço é muito atractivo e permite migrar vários computadores apenas com uma licença. Contudo a minha opinião é migrar apenas no fim de semana e não ter trabalhos pendentes.

De 0 a 10, é com certeza um 9.

Agora é apenas aguardar pelo fim de semana e ver o resto.
Ricardo Vitoriano

O Regresso da Grécia Antiga

Grepolis, a mais recente aposta da InnoGames GmbH, prometeu surpreender e assim o fez!

Os dados foram lançados e dia 17 de Fevereiro ficou marcado pelo regresso da Grécia Antiga ao mundo moderno. Um início de mais um jogo que já prendeu milhares de jogadores.

Após sensivelmente um mês de lançamento, o servidor português já conta com 3 mundos (Alpha, Beta e Gamma) e aproxima-se de 100 mil jogadores.

Decidimos então lançar o primeiro artigo após o lançamento do Grepolis, no nosso Blog, depois de um período de adaptação ao jogo, e começar a perceber como é que os jogadores entraram em mais uma jornada e o que mais lhes atrai, sendo então o tema desta estreia.

Depois da disponibilidade demonstrada, não poderia continuar sem antes agradecer a todos os jogadores que aceitaram participar no inquérito realizado. A todos um muito obrigado da equipa do Grepolis!

Como teve conhecimento do Grepolis e o que o levou a experimentá-lo?
A maioria dos jogadores entrevistados conheceu o Grepolis através de outros jogos da InnoGames GmbH, nomeadamente Tribos e The West. A curiosidade foi, sem dúvida, o grande empurrão para um jogo que tem tudo para ser um dos melhores e não desiludiu.

Iniciou-se o primeiro servidor português há sensivelmente 1 mês, qual o balanço que faz deste primeiro mês?
Neste primeiro mês de servidor, todos os jogadores destacam que já se começam a notar os bons jogadores existentes, assim como as primeiras rivalidades entre alianças, mas ainda tudo está no início.

O que mais lhe agrada no Grepolis?
Quanto às funcionalidades que mais agradaram os nossos jogadores no Grepolis, todos salientam os combates marítimos – a criação de transportes e os poderes divinos são duas das ideias criativas e realistas deste novo jogo – novas funcionalidades que trouxeram uma maior interacção entre o jogo e o jogador.

Entrevista a Atomic7

Trago mais uma entrevista do West para vocês. Trata-se do primeiro jogador a atingir o nível 99, o Atomic7. Conhecido na comunidade, é um jogador activo, participando em diversos mundos. Espero que gostem!

.

Nome: João

Idade: 29

Profissão: Porteiro

Localidade: Suíça

Mundos em que joga: Mundos 2,3,4,5,6

.

Sudritter: Boa tarde, como tenho perguntado já anteriormente, como conheceu o The-West?

Atomic7: Por intermédio de um fórum de um jogo online.

.

Sudritter:Esta entrevista é feita principalmente por ter sido o primeiro do mundo 3 a chegar ao nível 99, como conseguiu chegar tão longe, mais rápido que os restantes?

Atomic7: Deveu-se a  inúmeros factores. As batalhas dos fortes são uma grande inovação que o jogo teve, permite ganhar muita experiência muito rapidamente. Contribui para o jogo (pepitas), o que acelera de alguma forma certos desenvolvimentos do nosso boneco e graças a fabulosa aliança RAW.

.

Sudritter: Ainda vamos falar da RAW um pouco mais tarde, Embora bem sucedido neste mundo, ainda joga em 4 outros dos nossos mundos portugueses, qual é aquele que mais o anima neste momento? Porque?

Atomic7: Sem duvida o mundo 3. A aliança onde estou está cada vez a dominar mais esse mundo contra o seu principal rival, FUW. Nesse mesmo mundo ainda estou a terminar aventuras (LVL 67 blargh) e estou a mudar as minhas skills para modo de duelo 😉

.

Sudritter: O que considera deste bloqueio final, pensa ser uma boa opção ou acha que existe uma outra forma de finalizar os mundos? Caso afirmativo, qual?

Atomic7: Pessoalmente penso ser uma boa opção. A minha vida não me permite estar online no The-West o dia todo e foi com grande satisfação que consegui chegar a nível 99 em primeiro.

Uma outra maneira de finalizar os mundos seria de acabar as aventuras disponíveis com o tal nível 99 e com a melhor classificação no rank de duelos em conjunto com a melhor cidade. Ai não haveria duvidas para o melhor do jogo, já que no salão da fama fica sempre gravado e será até agora um marco que os outros jogadores todos podem ver.

.

Sudritter: Diz então que chegar ao nível 99 lhe deu um certo “descanso”, no entanto continua a jogar, e a participar nas batalhas de forte (não pude deixar de reparar a referências às mesmas no seu perfil de jogo), considera então que chegar ao nível 99 não é um impeditivo a continuar a divertir-se no servidor?

Atomic7: Continuo a divertir-me com o jogo mesmo que não evolua em termos de experiência. Tenho muitos conhecimentos por causa deste tempo e não os vou deixar ficar mal só porque atingi uma marca pessoal. Tenho uma aliança para ajudar e um mundo para dominar.

.

Sudritter: Penso que já todos entendemos que para si a RAW é a melhor aliança do mundo 3, na sua opinião o que ditou o vosso sucesso?

Atomic7: Nesta altura do campeonato penso que foi a entreajuda entre todos. Posso referir nomes de pessoal que ta sempre a agitar a minha caixa de correio como o gibreelfarishta, Psi, Soulless, entre outros.
Estou também no mundo 2 e a FUW domina a seu belo prazer, no mundo 3 já não é bem assim 🙂

.

Sudritter: São estes os companheiros que lhe ajudaram a chegar onde chegou?

Atomic7: Foram estes os principais dinamizadores da aliança que por acaso até fazem parte do núcleo duro da minha cidade. Existe muitas pessoas na aliança que me ajudaram porque sabiam que eu estava no top de experiência. Quero salientar a importância da interacção dos membros da aliança através de chats como por exemplo do MSN.
Penso que essa opção para o jogo já esta em andamento e seria uma grande ajuda 😉

.

Sudritter: Falando doutro mundo, neste momento esta juntamente com o projecto DOMINATION no mundo 6, foi muito falado ultimamente pelo bom grupo de jogadores, e pelas atrocidades que vos assombraram, que expectativa tem do mesmo?

Atomic7: É o segundo mundo onde estou mais activo e sinceramente penso que vamos ser imparáveis 😛
Temos um belo grupo de jogadores, experientes, líderes e com actividade razoável em média 😀
Claro que o mundo ainda está no inicio e existem poucas alianças. Mas com o avançar do jogo, penso que poderemos ter 3 ou 4 cidades aliadas com o mesmo tipo de jogadores que formam a nossa. E ai sim, vamos dominar todos 🙂

.

Sudritter:E expectativas pessoais, embora longe do topo o mundo ainda está no inicio, luta pelo top20?

Atomic7:Não. Chegar a nível 99 no mundo 3 foi muito cansativo, foi à pouco tempo e espero agora contribuir com a minha experiência para que outros atinjam o top 3 pelo menos. Como é normal temos muitos bons jogadores neste mundo devido à sua experiência.
Mas já tenho alguns planos para o mundo 7 se chegar em boa altura 😀

.

Sudritter:🙂 Desejo boa sorte a todos os membros da cidade.
O The-West pode ser considerado um jogo envolto em mistérios, a igreja, as 3 chaves, missões secretas e uma constante inovação dão ao jogo inúmeras alternativas de jogo, tem curiosidade por algum destes pontos? Procura descobrir mistérios ou coleccionar itens famosos ou raros, ou joga de modo simples?

Atomic7:Vamos por partes. Igreja não me seduz. Na altura em que comecei a jogar e penso que até agora, dizia que dava bónus aos construtores, mais sorte em trabalhos, etc. Para mim igreja é como no mundo real, dizem muito mas vê-se pouco ou nada.
As 3 chaves.. hmm.. penso que devido a mudar as skills para duelo não vou chegar tão longe… Mas se quando estiver a pesquisar em outros lados vir que vale a pena vou mudar as minhas skills por completo para chegar a esse objectivo. Missões ‘secretas’ são por pouco tempo 😀 Vai sempre haver alguém que se descuida e depois se espalham por todos 😛
Itens famosos ou raros, gosto muito, nem que seja para exibir 😀
Neste momento jogo para acabar as aventuras todas e ajudar a aliança.

.

Sudritter: Sobre a questão da importância da igreja, com o conjunto de dorminhoco, foi de novo levantado à discussão a vantagem de rezar, já que o set favorece esse ponto, acredita que este set dará uma ajuda real?

Atomic7: Penso que o set de dorminhoco foi das melhores coisas que pensaram em trazer para o jogo. Faz sempre a diferença em termos de recuperação o que para um jogador que luta pelo topo de experiência ou um duelista que quer recuperar saúde da sempre um bónus em relação aos outros menos activos.

.

Sudritter: Mudaremos um pouco de tema, já disse que a sua vida nem sempre lhe disponibiliza tempo para o jogo, é difícil conciliar a vida pessoal e o jogo?

Atomic7:Foi difícil na minha situação, porque passava mais de 8h sem acesso ao jogo. Nada que o premium não resolve-se… mas é sempre diferente, estar a acompanhar o jogo de hora a hora para o caso de algum ataque que nos obriga se a ir dormir ao hotel para não ser desmaiado ou para algum trabalho que nos tira se muita saúde.
E depois temos sempre a vida pessoal que nos ocupa o resto do tempo restante (dormir e’ mentira :P)

.

Sudritter: lol 😛 No fórum alguns jogadores falaram a algum tempo na abertura dos velhos mundos, considera que tal é propício para os servidores?

Atomic7: Penso que se era positivo sim. Mundos mais antigos tem muito pessoal inactivo o que deixa esses mesmos mundos com vagas para pessoal novo entrar e se relacionar com amigos de outros mundos que já la estejam ou com outros jogadores onde podem fazer novas amizades e ter sempre o estimulo de os seguir sempre que abram outros mundos.

.

Sudritter:O que acha destas iniciativas, como as entrevistas e os artigos, para o melhoramento da comunidade?

Atomic7: Acho que são coisas que entretêm a comunidade. O pessoal pelo tópico vai sempre ler o que os que estão no topo tem a dizer e penso que é uma excelente iniciativa para quem quer animar um pouco mais o fórum.

.

Sudritter:Tem alguma sugestão para o melhoramento do jogo?

Atomic7: Sim, os tão falados chats no jogo.
Além disso poderia haver um menu novo de alianças idêntico aos que temos na cidade mas a englobar a aliança e onde esses mesmos membros não se podiam atacar

.

Sudritter:Hum, não se esqueça que as alianças não fazem parte da fisionomia de jogo

Atomic7: Mas evitava cidades que metem os nomes e não fazem parte da dita aliança, entre outras coisas, penso ser importante, já que as alianças são parte fundamental do jogo.

.

Sudritter:Continuando, já jogou um dos outros jogos da Innogames? Como o famoso Tribos ou o novo Grepolis?

Atomic7: Penso que não. No entanto joguei um muito semelhante ao tribos.

.

Sudritter:Já teve contacto com a nossa equipa de suporte? Como considera o trabalho efectuado pela mesma?

Atomic7: Já tive oportunidade de usar. Penso que têm de ser pessoas adultas que saibam separar o jogo das regras em alguns casos. São muito eficazes para o tempo que têm que imagino que é pouco.

.

Sudritter:Para terminar, tem alguma sugestão para a gerência dos mundos portugueses?

Atomic7: Penso que o nosso fórum não é tão visitado como podia ser. Temos muitos atractivos, desde discussões a ideias novas, analise de mundos, o belo do bar…. Penso que mandar uma mensagem in-game para o pessoal não custava nada e ganhava se clientes frescos porque o Doidão varre o pessoal todo 😀
De resto, o pessoal da gerência podia lançar desafios para apelar a participação dos membros com questionários e um respectivo salão da fama no fórum no qual se podia meter um ranking por actividade e resposta certa.
decerto que deste modo podia meter cada vez mais membros online do fórum.

.

Sudritter:Queria agradecer em nome de toda a equipa pelo tempo despendido para a entrevista, as entrevistas são sempre um bom método de conhecer a opinião dos jogadores, pessoalmente desejo-lhe sorte no jogo, principalmente no novo mundo 6.

.

Pessoalmente gostei bastante de trabalhar com o João, decerto que foi uma entrevista longa, mas bem disposta, mais ainda quando descobrimos que ja fomos quase vizinhos. Penso que abordamos algumas das questões mais fulcrais na actualidade do The – West português, principalmente da vida no nosso fórum, agradeço mais uma vez ao jogador, 😉

Sudritter

Comentários deverão ser feitos no seguinte tópico: http://forum.the-west.com.pt/showthread.php?t=17122